TCE diz que contas de Mazinho Serafim têm ‘irregularidades’, ‘ilegalidades’ e abre investigação

0
63

POR EVERTON DAMASCENO, DO CONTILNET

O prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, teve as contas da sua gestão, referentes ao ano de 2018, consideradas irregulares e com várias ilegalidades pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

O órgão de controle decidiu abrir uma tomada de contas especial para investigar o caso. A decisão saiu na edição do Diário Eletrônico desta segunda-feira (10).

“Configuradas a intempestividade de envio, várias ilegalidades e não comprovação do saldo transferido para o exercício seguinte, cabe o julgamento das contas como irregulares e abertura de tomada de contas especial para apurar o saldo financeiro que se transfere ao exercício seguinte”, diz um trecho do processo.

O relator do caso é conselheiro Valmir Gomes Ribeiro.

Em novembro do ano passado, Serafim foi condenado pelo TCE a devolver pouco mais de R$ 1 milhão aos cofres públicos por conta de irregularidades em um pregão presencial. A Câmara Municipal de Sena e o Ministério Público do Acre (MPAC) também foram notificados sobre o caso.