Justiça americana aceita acusação de agressão sexual contra príncipe Andrew da Inglaterra

0
27

Por RFI

Um juiz de Nova York negou nesta quarta-feira (12) o pedido do príncipe Andrew para rejeitar uma denúncia de agressão sexual que uma mulher americana apresentou contra ele. Os fatos teriam acontecido em 2001.

Em sua decisão, o juiz Lewis Kaplan decidiu que a petição do príncipe para arquivar a ação civil, apresentada em 2021 por Virginia Giuffre, uma das vítimas dos crimes sexuais do financista americano Jeffrey Epstein, deve ser “negada em todos os seus aspectos”.

Giuffre afirma que foi agredida sexualmente pelo príncipe na casa de Epstein, em Nova York, em sua ilha privada das Ilhas Virgens. Ela também diz ter sido vítima de uma agressão sexual em Londres, na casa de Ghislaine Maxwell, companheira do financista, que foi condenada em dezembro à prisão perpétua por tráfico de menores com finalidades sexuais, para Epstein.