Vereadora do RS é eleita vice-presidente da Câmara sob justificativas de ’embelezar a mesa’

- Publicidade -

Por Carta Capital 

Uma vereadora do PT no Rio Grande do Sul, Iasmin Roloff, foi eleita segunda vice-presidente da mesa diretora da Câmara de Vereadores de Canguçu, na Região Sul do Rio Grande do Sul, com pelo menos três votos de colegas que usaram como justificativa “embelezar a mesa”. A sessão aconteceu na quinta-feira.

A parlamentar explicou que não se candidatou ao cargo para o qual foi eleita, mas sim como candidata à presidência da casa pela oposição. Agora, Iasmin vai se reunir com o partido para decidir se vai ocupar ou não o cargo para o qual foi eleita a contragosto.

- Publicidade -

“Emocionalmente, fiquei muito abalada. Não foi um desrespeito à vereadora Iasmin, mas a todas as mulheres. Ainda estou digerindo, encontrando forças para seguir de cabeça erguida, mas me fez muito mal. Não posso me abalar, porque tem muita gente que confia no meu trabalho”, relatou a parlamentar.

Além de ser a única mulher eleita no município de Canguçu, Iasmin é também a parlamentar mais jovem da legislatura, com 24 anos, e a única eleita por um partido de esquerda.

“Não é um concurso de beleza, estou ali para trabalhar pelo município. Fui eleita porque tenho propostas e capacidade de exercê-las, não porque sou bonita. Esse tipo de justificativa acaba invisibilizando todo o meu trabalho”, completou a vereadora.

Related Articles