Ramon,  jogador  do Flamengo,  mata ciclista  atropelado

- Publicidade -

G1

O jogador de futebol Ramon, lateral-esquerdo do Flamengo, nega ter consumido bebida alcoólica antes de atropelar e matar um ciclista na noite deste sábado (4), na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Em depoimento na 16ªDP (Barra), o atleta alegou que o ciclista cruzou a pista repentinamente, o surpreendeu, e que ele mesmo chamou os bombeiros.

- Publicidade -

Segundo a polícia, Ramon prestou depoimento na delegacia e não apresentava sinais de embriaguez. Em alguns casos, se não houver sinais de embriaguez, pode haver até a dispensa o exame.

A polícia busca imagens de câmeras de segurança da região que ajudem a esclarecer os fatos.

O policial militar que esteve no local do acidente também prestou depoimento, disse que a via é bem sinalizada e que o fato foi depois de um semáforo. Até agora ninguém se apresentou como testemunha.

O jogador ressaltou que compareceu à delegacia voluntariamente. O caso foi registrado como homicídio culposo provocado por atropelamento.

O acidente ocorreu na altura do número 10.500 da Avenida das Américas. Os bombeiros foram chamados às 20h35. A ambulância chegou a levar a vítima, de 30 anos, para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, também na Barra, mas ela já chegou morta.

Related Articles