“Bolsonaro não quer pagar o vale-gás”, diz Perpétua após cancelamento da sessão que aprovaria benefício

    Por

    Por Bruna Mello 

    A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB-AC) criticou a postura da base do governo no Congresso Nacional, que cancelou a sessão deliberativa desta segunda-feira, 13, que votaria o crédito especial de R$ 300 milhões para viabilizar o pagamento do Auxílio-Gás.

    Segundo a parlamentar, os próprios partidos da base do governo de Jair Bolsonaro obstruíram os trabalhos mesmo após acordo com a oposição.

    “Estávamos aqui aguardando a sessão para aprovar o projeto que garante os R$ 300 milhões que garante o pagamento do auxílio-gás. Por isso, o projeto que ajudará a complementar o pagamento da botija de gás ainda não foi votado”, disse.

    E destaca: “O projeto do vale-gás é uma luta nossa, de todos os parlamentares de oposição aqui do Congresso Nacional. Mesmo contra a vontade de Bolsonaro, nós vamos vencer!”.

    Segundo o Ministério da Cidadania, o valor do benefício será de R$ 52, o que corresponde a 50% da média do preço do botijão de 13 kg de gás de cozinha.

    _Assessoria_