Vereadores do Jordão recebem diárias para participar de aniversário de cidade vizinha

0
87

Por Ac24horas|

O presidente da Câmara de Vereadores do município de Jordão-AC, Eudes Mendes (PDT), concedeu para si próprio e mais dois vereadores, mais de 4 diárias para participar do 29° aniversário da cidade vizinha de Marechal Thaumaturgo e de uma visita técnica a Secretária de Agricultura para conhecer o processo de açudes manuais.

As 12 diárias foram publicadas na edição do Diário Oficial de quinta-feira, 4. Além de Elieudo, se deslocaram para a cidade vizinha os vereadores Francisco Mendonça Matos (PSDB) e Oricelio Farias de Oliveira (MDB). De acordo com dados do Portal da Transparência, cada diária custa em média R$ 250. Ao todo, as 12 diárias dos três parlamentares irão custar ao erário R$ 3.500.

O presidente já é conhecido na região por conceder diárias para si próprio. Logo no início do mandato, em fevereiro, Mendes recebeu 15 diárias que somadas custou R$ 3.750 aos cofres da prefeitura. A alegação, na época, era para participar de cadastro da conta da Câmara de Vereadores na Caixa Econômica Federal.

O outro lado

A reportagem do ac24horas buscou contato com o presidente da Câmara Municipal, Eudes Mendes, onde nos informou que as denúncias são infundadas, mas, não negou que irão participar da festa de aniversário. O parlamentar explicou que a visita ao município não é apenas para participar do aniversário, mas, para buscar conhecimento de como fazer um açude manual para os munícipes da cidade. “Nós não vimos para o aniversário, e sim para levar soluções como fazer açude manual com saco de palhinha. Estamos aqui para um intercâmbio em busca de levar soluções para nossos ribeirinhos tendo em vista a dificuldade de produção alimentar em nossa região”, declarou.

Mendes destacou que no município de Marechal Thaumaturgo já foi realizado o trabalho e como isso existe experiência de açudes manuais onde não se precisa de máquinas pesadas para fazer o trabalho. “Por isso estamos aqui para conhecer esta técnica. E assim ver a viabilidade de fazermos algumas indicações sobre o assunto para nossa prefeitura, já que em nosso município passamos por muitas dificuldades na hora de deslocar máquinas para zona rural principalmente nas áreas indígenas”, concluiu.

Os demais vereadores envolvidos na viagem, não se manifestaram sobre o assunto, porém, o espaço segue aberto para os devidos esclarecimentos.