Universidade de Brasília tem 17 cursos com cinco estrelas em ranking nacional

- Publicidade -

A Universidade de Brasília está entre as faculdades com mais graduações avaliadas com cinco estrelas. A listagem foi feita pelo Guia da Faculdade, do jornal Estado de S.Paulo em parceria com a startup Quero Educação. 17 cursos da UnB conseguiram a nota máxima do ranking, dentre eles medicina, filosofia, pedagogia, psicologia e ciências biológicas. Dos cerca de 16 mil cursos avaliados, somente 581 conseguiram nota semelhante.

A reitora da Universidade de Brasília, Márcia Abraão, comemorou a presença pela primeira vez no ranking produzido por um veículo nacional. “Parabenizo a nossa comunidade por mais um reconhecimento da excelência do ensino, da pesquisa e da extensão praticados na Universidade de Brasília, agora por um veículo nacional”, disse a reitora. Ela também ressaltou o impacto do corte de orçamento no andamento das atividades. “Mesmo com os desafios impostos pela pandemia e pelos cortes orçamentários, estamos conseguindo manter as nossas pesquisas, mas com muita dificuldade”, destacou.

A decana da Planejamento, Orçamento e Avaliação, Denise Improisi, explicou qual foi a estratégia adota para conseguir o alto desempenho nos cursos mesmo com poucos recursos. Segundo ela, além da priorização dos recursos para pesquisa, ensino e extensão, angariar recursos próprios e postergar projetos não essenciais foi fundamental. “Buscamos também ampliar a arrecadação de recursos próprios e reduzir despesas, postergando projetos que, apesar de importantes, não são absolutamente essenciais no momento, já que o contexto é de extrema escassez orçamentária”, esclareceu.

- Publicidade -

Ao Correio, o diretor da Faculdade de Medicina da UnB, Gustavo Adolfo Sierra Romero, também falou da importância da presença do curso de Medicina no ranking. “Já éramos qualificados em outras listas em 2019 e 2020. Mas essa é uma grande oportunidade de ver que o trabalho feito tem gerado resultado e também é um oportunidade para que professores e coordenadores de todo o Brasil vejam nossa faculdade”, disse o diretor.

Por Correio Braziliense 

Related Articles