Senado do Chile rejeita impeachment de Sebastián Piñera

- Publicidade -

Por G1

O Senado do Chile rejeitou, nesta terça-feira (16), o impeachment do presidente Sebastián Piñera. A votação aconteceu uma semana após a Câmara dos Deputados ter aprovado a abertura do processo contra o mandatário por suspeitas de corrupção.

Para o impeachment ser aprovado pelo Senado chileno, ele precisaria de dois terços dos votos da casa – no mínimo 29 dos 43 senadores do país. Até a última atualização desta reportagem, com 14 votos contrários e uma abstenção, já não era possível dar sequência ao processo.

- Publicidade -

Esta foi a segunda tentativa de destituição do presidente chileno, que assumiu o cargo em março de 2018 e que, após a crise social de 2019, não conseguiu se recuperar de um dos períodos mais difíceis em 31 anos de democracia.

Related Articles