Na Câmara, Perpétua registra os 30 anos da Carta de Princípios das religiões Ayahuasqueiras

- Publicidade -

 

Por Bruna Mello 

A publicação da Carta de Princípios das Entidades Religiosas Usuárias do Chá Ayahuasca completa 30 anos nesta quarta-feira, 24 de novembro. Esse foi o primeiro documento conjunto que definiu e alinhou as diretrizes para o uso ritualístico do chá pelas comunidades tradicionais ayahuasqueiras no Brasil.

- Publicidade -

A deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) destacou que a Carta foi um marco para as comunidades tradicionais da Amazônia e do Brasil.

“A Ayahuasca, também conhecida como daime ou vegetal, faz parte há gerações do cotidiano de inúmeras famílias que consagram em busca de uma conexão espiritual mais próxima do divino a partir dos ensinamentos cristãos. Diante de tantos desafios que hoje nosso país atravessa, faz-se necessário registrar aqui esse importante marco de fraternidade, compromisso coletivo, responsabilidade e espiritualidade, expressos na Carta de Princípios da Ayahuasca, a religião da floresta”.

E acrescenta: “Na minha terra a diversidade religiosa é uma das características que marcam o povo acreano. A convivência respeitosa tem sido a marca de nosso povo, que ao lutar para ser brasileiro, também segue lutando para assegurar, cada vez, mais o direito de cada um professar a sua fé de forma livre. Reafirmo o meu mais profundo respeito a todas as comunidades ayahuasqueiras”.

_Assessoria_

Related Articles