Em 2ª fase de operação contra grupo que promovia facções nas redes sociais no AC, polícia cumpre 28 mandados

- Publicidade -

O Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Polícia Militar do Acre cumpriram, nesta terça-feira (9), 28 mandados judiciais de prisão e de busca e apreensão na 2ª fase da Operação Open Source, em três cidades do Acre.

A ação tem como objetivo de prender integrantes de uma organização criminosa com atuação nacional, de origem no Estado do Rio de Janeiro. Os mandados estão sendo cumpridos em Rio Branco, Porto Acre e Santa Rosa do Purus. Além de promotores de Justiça, estão mobilizados 100 policiais militares.

Após três meses de investigação, o Gaeco e a polícia conseguiram cruzar elementos captados em fontes abertas, como redes sociais e publicações realizadas pelos próprios investigados com outros elementos de prova.

- Publicidade -

Conforme o Ministério Público do Acre (MP-AC), nas publicações, os criminosos faziam promoção da organização criminosa. Além das prisões e buscas, foi determinada ainda pelo Juízo da Vara de Delitos de Organização Criminosa a preservação dos perfis e postagens realizadas pelos investigados nas redes sociais.

Essa mesma metodologia foi usada na 1ª fase da operação, deflagrada em maio deste ano e que levou à prisão 28 integrantes da mesma organização criminosa. Na época, o Gaeco e a PM-AC cumpriram 47 mandados judiciais.

Por G1

Related Articles