Pai que agrediu filha a pauladas em Rio Branco alega legítima defesa e vai responder processo em liberdade

0
48

O pai que foi preso por agredir a filha com um pedaço de madeira vai receber o direito de responder o processo em liberdade e sem o uso de tornozeleira eletrônica.

O caso ocorreu no dia 12 de setembro deste ano, no Beco Cajazeira, no bairro da Glória, em Rio Branco, após os dois terem uma discussão. A vítima teve alta médica no dia seguinte à agressão após ser avaliada por médicos do pronto-socorro, para onde foi levada.

De acordo com a Defensoria Pública do Estado do Acre, que entrou com ação de habeas corpus com pedido de liminar, o homem, que tem 59 anos, alegou legítima defesa e a justificativa foi aceita pela Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Acre.

O réu vai receber liberdade provisória associada às seguintes medidas: recolhimento domiciliar nos fins de semana e feriados a partir das 21 horas, impedimento de frequentar casas noturnas ou bares, comparecimento mensal em juízo para informar atividades, não sair de Rio Branco ou mudar de endereço sem informar a Justiça e não se aproximar da filha, testemunhas e familiares.

Ainda segundo a defensoria, no dia em que foi atingida pelo golpe desferido pelo pai, a filha teria tentado atingi-lo com uma faca. Consta ainda nos autos que a mulher é usuária de drogas e tem contra ela três boletins de ocorrência de agressão, ameaças e roubos registrados pelo pai, em 2020.