Caso Henry: ‘Isso aqui não vai virar circo!’, diz juíza após interromper audiência por causa de discussão

- Publicidade -

As testemunhas de acusação do caso da morte do menino Henry Borel começaram a prestar depoimento no Tribunal de Justiça do Rio, pouco depois das 9h30 desta quarta (6).

Logo no início, uma discussão entre o promotor do Ministério Público, Fábio Vieira, e o advogado de Monique Medeiros , Thiago Minagé, interrompeu o depoimento do delegado Henrique Damasceno, primeira testemunha ouvida.

O advogado de defesa de Monique disse que Damasceno estava dando opiniões e não falando sobre os fatos do dia do crime. A juíza precisou intervir para interromper a discussão.

- Publicidade -

“Aqui não é CPI. Aqui a gente está para ouvir a testemunha. Isso aqui não vai virar circo!”, afirmou a juíza Elizabeth Machado Louro.

Por G1

Related Articles