Austrália destrói cloroquina doada por bilionário

- Publicidade -

Por Terra.com.br

Milhões de comprimidos de hidroxicloroquina foram destruídos, após governo recusar doação feita pelo bilionário populista Clive Palmer, um entusiasta da droga que recentemente passou a espalhar conteúdo antivacinas.Cerca de cinco milhões de comprimidos de hidroxicloroquina – o equivalente a uma tonelada da droga – que haviam sido adquiridos por um controverso bilionário do país em 2020 foram destruídos na Austrália.

O caso foi revelado nesta quarta-feira (13/10) pelo jornal The Guardian, que apontou que o estoque ficou parado por meses num galpão do aeroporto de Melbourne, após o governo australiano se recusar a receber a doação.

- Publicidade -

Os comprimidos haviam sido doados por Clive Palmer, um bilionário do ramo da mineração, que abraçou ainda em março de 2020 a hidroxicloroquina como um suposto tratamento contra a covid-19, chegando a pagar anúncios em jornais que chamavam a droga de “cura contra a covid”. Palmer chegou a prometer doar um total de 32,9 milhões de comprimidos à Austrália.

Inicialmente, o governo do país manifestou interesse na oferta, mas, conforme testes mostraram que a droga era ineficaz contra a doença, o interesse das autoridades evaporou. O governo já vinha recusando doações em maio de 2020.

Related Articles