Virou rotina operação  da PF na prefeitura  de Marechal Thaumaturgo com atuais  gestores; prefeito  e vice já foram alvo da federal 

- Publicidade -

Como diz o apresentador do Fantástico,  Tadeu Schmidt,  na próxima operação  da PF na prefeitura  de Marechal, os ocupantes do poder executivo estão autorizado  a pedir música. Na administração  de Pyanko e Valdelio, prefeito  e vice-prefeito,  a Polícia Federal  já bateu na porta  deles duas vezes.

Primeiro alvo dos agentes  da lei foi o número 1 da administração,  no final de 2020. Segundo a investigação,  a empresa Biolar Importação e Exportação depositou R$ 25 mil reais na conta do prefeito de Marechal Thaumaturgo, Isaac Piyanko, conforme aponta investigação feita pela Polícia Federal, durante a Operação Off Label. O acusado nega as acusações.

Já no  dia 07 de setembro,  o vice-prefeito  do município recebeu a visita  dos policiais, que investiga sua participação nos crimes de fraude à licitação, desvios de recursos, lavagem de dinheiro, organização criminosa e estelionato previdenciário no município de Marechal Thaumaturgo, por meio da Operação Sand Castle.

- Publicidade -

A respeito  do caso, Valdelio Furtado e assessoria  permanecem silêncio. Até  quando ? 

Related Articles