Depasa instala bombas mais potentes para captação de água devido à seca do Rio Acre na capital

- Publicidade -

O Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa) iniciou, nesta quarta-feira (1), a instalação de bombas mais potentes para captação de água nas estações de Tratamento de Água (ETA I e ETA II). A medida é uma forma de manter o abastecimento de água mesmo com a seca do Rio Acre, que atingiu a marca de 1,45 metro na manhã desta quarta, em Rio Branco.

O rio se aproxima da menor cota histórica registrada em 2016, quando o nível ficou em 1,30 metro. O objetivo é manter a produção próxima a 1,6 mil litros por segundo (590 na ETA I e 958 na ETAII), que é a vazão ideal para atender a necessidade de consumo da capital.

Alan Ferraz, diretor operacional do Depasa, explicou que a bomba na ETAI já foi instalada e a na ETAII deve ocorrer ainda esta tarde. Ele garante que não deve ocorrer interferência no abastecimento durante a implantação.

- Publicidade -

Questionado se o baixo nível do rio já tem afetado a captação de água, ele diz que isso não ocorre. Sobre as constantes reclamações de falta de água, principalmente na parte alta da cidade, Ferraz explica que o problema é mais com questão à distribuição.

“Essa falta de água em alguns pontos não está relacionada a isso, é mais questão da dificuldade de distribuição que a gente tem na parte. Fizemos uma intervenção no Panorama para dar uma melhorada nisso e também uma manobra na região do bairro Placas”, pontua.

O diretor esclarece ainda que a implantação das bombas mais potentes é uma forma de se antecipar a uma possível seca histórica do rio na capital. “Essa troca é justamente nos antecipando para, caso o rio baixe mais, a gente ainda consiga dar vazão”, finaliza.

Por G1

Related Articles