Olimpíada: Japão decreta novo estado de emergência em Tóquio

- Publicidade -

O primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga decidiu nesta quinta-feira (8) voltar a declarar o estado de emergência na região de Tóquio. O alerta vai vigorar até 22 de agosto e coincidirá com a disputa dos Jogos Olímpicos.

O estado de emergência entrará em vigor na segunda-feira, 12 de julho, para conter o aumento de casos de covid-19 na capital. A decisão foi anunciada por Suga após reunião com o comitê governamental que administra a pandemia, embora na prática a medida não signifique muita mudança com a situação atual, além de um aumento das restrições para os negócios.

O país asiático também decidiu estender este nível de alerta na região de Okinawa (sudoeste), onde já estava ativo, e manter certas restrições nas prefeituras de Chiba, Saitama e Kanagawa, adjacentes a Tóquio e onde também serão realizadas competições dos Jogos.

- Publicidade -

Este é o quarto estado de emergência decretado no Japão desde o início da pandemia. Em março, os organizadores tomaram a decisão inédita na história olímpica de impedir a chegada de torcedores do exterior.

Em junho, as autoridades japonesas autorizaram a presença de espectadores locais, mas com 50% da capacidade do local com um limite de 10 mil pessoas. Recentemente, os organizadores voltaram a alertar sobre a possibilidade das provas serem realizadas a portas fechadas, já que a situação em relação à pandemia no Japão voltou a piorar.

Tóquio registra há 17 dias seguidos um crescimento de infectados pela covid-19. A média móvel de casos diários chegou a 586 nesta terça-feira. A pandemia do novo coronavírus já infectou 808 mil e matou 14.812 pessoas no Japão, de acordo com números divulgados pela Universidade John Hopkins, dos Estados Unidos.

O governo metropolitano de Tóquio e o Comitê Organizador anunciaram nesta quarta-feira o cancelamento do revezamento da tocha olímpica nas ruas da cidade, que deveria acontecer ao longo de 15 dias. O objetivo é evitar aglomerações, em meio ao aumento dos contágios pelo novo coronavírus na capital japonesa.

Por R7

Related Articles