Com planejamento  e organização, Cruzeiro do Sul vacina 4.503 pessoas em cinco horas

- Publicidade -

 

Em mais uma ação que se tornou uma marca da Prefeitura de Cruzeiro do Sul e da Secretaria Municipal de Saúde, um total de 4.504 pessoas receberam nesta sexta, 24, a primeira dose de vacina contra a Covid.

A ação foi desenvolvida à semelhança de um megaevento: 150 pessoas foram designadas somente para o registro, para agilizar ao máximo o atendimento, 150 registradores, além de 70 vacinadores, 15 profissionais de informática e 20 pessoas de apoio. A estrutura foi montada na AABB, ocupando o estacionamento com as mesas de coleta de dados pessoais e registro e o salão da AABB utilizado para a vacinação.

- Publicidade -

Por se tratar do imunizante Pfizer, era necessário manter estrutura refrigerada. O horário escolhido, das 18h às 23h visou facilitar o acesso das pessoas que trabalham, além de poupar as pessoas de ficarem na fila sob o forte sol cruzeirense.

No salão de vacinação foi montada uma estrutura com stands para que as pessoas pudessem tirar suas fotos para as redes sociais. A forma leve e divertida com que a secretaria de saúde vem tratando do tema da vacinação tem sido uma das razões para os bons resultados obtidos por Cruzeiro do Sul, que segue na frente como o município acreano que proporcionalmente mais avançou na vacinação.

Como em outras ocasiões em que a vacinação contemplou temas como as festas juninas, por exemplo, desta vez o evento brincou com a expressão “sextou”, como maneira de atrair e agradar ao público mais jovem, alvo da campanha.

“Estou muito realizada. É um alívio tomar a primeira dose. Estou um pouco nervosa, mas também feliz com isso. Vou estar imunizada protegendo a mim e as outras pessoas foi uma espera longa, eu estava muito ansiosa. Não via a hora de chegar. Achei muito boa a estrutura e organização, as pessoas conduzindo a gente de forma correta, direcionando, gostei muito” disse após receber a vacina, Ariele Souza, 19, moradora do bairro do Cruzeirão.

“Sei a importância da vacinação, e estou muito feliz porque finalmente chegou a minha idade para se vacinar depois de uma longa espera, mas sei da importância do que preciso. Achei ótimo o modelo adotado pela prefeitura: muito amplo, e o atendimento foi rápido”, disse Nísia Estela, 20, moradora da avenida 15 de Novembro, no Centro.

“Foi uma grande expectativa. Acredito que como todo mundo nessa faixa entre 18 e 20 foi muita espera, graças a Deus todo mundo está aqui podendo se vacinar podendo acabar com essa espera que estava matando. Agora é só aproveitar, graças a Deus estamos imunizados. Agora é continuar se cuidando com as mesmas proteções e seguir até a segunda dose. A gente se sente muito acolhido pela prefeitura pelo fato de eles se importarem com toda essa questão de espaço, logística, até mesmo com esse tema de ‘Happy Hour’. Tudo isso faz com que a gente se sente acolhido”, disse Vitor Maciel, 19, morador do Bairro do Alumínio.

“Fiquei sabendo que estavam aplicando e vim aqui correndo, porque vou ter que viajar. Esse tempo da pandemia foi muito ruim, tenho uma filha pequena e a gente ficou bastante em casa, o tempo todo. Com a vacina, tudo tende a melhorar”, disse Janaira Souza, 19.

“Está sendo muito significante para toda a população cruzeirense, porque hoje é um marco. Esperamos tanto tempo, mais de um ano, e finalmente a vacina chegou. A prefeitura e secretaria estão de parabéns pela organização e o atendimento está sendo bem rápido”, disse Giovana Lima, 21, moradora do Bairro do Telégrafo.

Apesar da ação ter sido pensada sobretudo para os jovens entre 18 e 20 anos, qualquer pessoa acima de 18 anos, que ainda não tivesse sido vacinada pôde receber. Desta forma, pessoas que estavam receosas de tomar a vacina, tiveram tempo de reavaliar e aproveitar a nova oportunidade.

“No começo eu não queria tomar, só que depois eu vi que era preciso tomar porque a gente corre o risco de pegar de novo. Já peguei duas vezes. Aí pegar de novo fica ‘embaçado’. Mas vai dar certo. Quando tiver a segunda dose vou ser o primeiro a chegar para que ficar imune a essa doença, em nome de Jesus.”, João Paulo, 38, morador do Miritizal.

Para o secretário municipal de saúde, Dr. Agnaldo Lima, a ação demarca o fim do primeiro ciclo de vacinação, que é alcançar todo o público vacinável, ou seja, maiores de 18 anos.

“É muito gratificante. Desde ontem nossa equipe trabalha. Este foi um momento muito esperançoso. A gente via todos os dias milhares de mensagens chegando dos nossos jovens perguntando quando que iam tomar a vacina, ‘quando vai a minha vez’. Hoje chegou. Estamos vivendo uma ano e meio difícil, com muitas mortes e nossos jovens também tinham medo de contrair a doença, muitos tinham medo de levar para seus familiares e hoje é um momento ímpar, tanto para nós gestores, profissionais de saúde. Nós não planejamos uma ação de vacinação somente, nós trabalhamos muito para que nós pudéssemos tornar esse dia de vacinar o jovem em um ambiente agradável, feliz, jovem. Essa mega estrutura de mais de 300 profissionais da saúde, envolvidos nessa ação de hoje, eu só vejo em Cruzeiro do Sul. Temos profissionais de saúde muito comprometidos, que trabalham com amor “, disse o secretário.

Desde o início da pandemia, o prefeito Zequinha Lima tem buscado se posicionar a favor da ciência e de todas as medidas que pudessem reduzir os riscos desta grave doença. A respeito da vacinação, houve um empenho pessoal do gestor em dar o exemplo e comunicar à população sobre a importância da vacinação para a retomada das atividades. A secretaria de saúde também obteve do prefeito todo o apoio necessário para a abordagem não-convencional nas ações de vacinação, que obtiveram ótimos resultados, colocando Cruzeiro do Sul como o município acreano com melhor proporção entre vacinas aplicadas e recebidas.

“Numa pandemia como essa, que pegou todo mundo de surpresa, o melhor a fazer é ouvir a ciência e as recomendações médicas. Demos total apoio às ações de vacinação, para que as pessoas soubessem da importância e se sentissem à vontade para se vacinar. Nosso desejo é retomar o quanto antes a normalidade em Cruzeiro do Sul e nossa gestão estará 100% comprometida com isso”, disse o prefeito Zequinha Lima.

A partir de segunda, 26, estarão disponíveis nas unidades da zona urbana a segunda dose de Astra Zeneca, e primeira dose da Pfizer. O imunizante coronavac estará disponível para segunda dose somente na unidade de saúde Francisco dos Santos (Posto do Agricultor). Na zona rural, somente segunda-feira para primeira dose acima de 18 em todos os postos da zona rural.

Related Articles