Entrevista – Professor Pedro Lima, eleito presidente do Núcleo do Sinteac em Cruzeiro do Sul

“A Educação é a principal ferramenta para construção de uma sociedade” – Professor Pedro Lima

O professor Pedro Lima, eleito recentemente presidente do Núcleo de Cruzeiro do Sul, do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac), junto com professor Ronaldo Rodrigues, vice-presidente, com a grande maioria dos votos dos associados da categoria inicia o processo de formação da diretoria composta por 16 servidores da Educação.

Com a experiência de quase 25 anos na rede estadual e municipal de Educação, Pedro Lima exerceu também as funções de coordenador Pedagógico e diretor da Escola Hugo Carneiro por dois mandatos, além de presidente do Colegiado de Diretores que é formado pelos diretores, secretários, coordenadores de Ensino, Administrativo e Pedagógico.

“Tenho orgulho de fazer parte da Educação e as várias funções assumidas, além da direção do Colegiado de Diretores deixam uma grande experiência pelo contato com os integrantes e inclusive facilitou no processo eleitoral e no contato com os associados da categoria. A porta estava aberta para nos atender resultando na eleição com grande aceitação”, ressalta.

O presidente eleito avalia que as responsabilidades são enormes, mas que vai trabalhar para fazer uma gestão muito próxima das escolas e entende que a votação na eleição mostra que a categoria está unida num propósito e deposita uma confiança para representá-la e lutar pelas melhorias. “Dos 548 votos tivemos 530, com 17 contra e um nulo”, disse.

Vozdonorte – Depois de uma experiência de dois mandatos como diretor, agora o senhor chega na direção do Núcleo do Sindicato, como foi essa decisão de representar a classe?

Professor Pedro Lima – Fiquei feliz pelo convite do atual presidente do sindicato, o professor Edvaldo Gomes, que é um amigo particular, para dar sequência as lutas em defesa da categoria e junto com o professor Romário fomos eleitos pela grande maioria dos associados do Sinteac, Núcleo de Cruzeiro do Sul.

Vozdonorte – Como o senhor avalia que será essa luta em busca das melhorias para a classe?

Professor Pedro Lima – Vamos precisar do apoio da categoria para defender os interesses da classe e a união é fundamental, apesar da expectativa de que os debates com a administração municipal serão mais fáceis por termos dois professores a frente da gestão, que já foram sindicalistas e com certeza poderão contribuir dentro da legalidade com a situação dos servidores.

Vozdonorte – Qual a avaliação da atual situação que o senhor recebe o Núcleo do Sinteac de Cruzeiro do Sul?

Professor Pedro Lima – O Núcleo do Sinteac em Cruzeiro do Sul conseguiu, com o trabalho dos dois presidentes que me antecederam, uma moderna estrutura administrativa, inclusive com sede própria e uma sede social que dispõe de uma estrutura muito boa para atender os associados e suas famílias com churrasqueira, quiosques, piscina que oferece o que há de melhor para o momento do lazer.

Vamos continuar a cuidar com muito zelo da contribuição dos associados, como fizeram os presidentes Valdenísio e Edvaldo Gomes que conseguiram muitas conquistas e com isso o associado tem a certeza de que o recurso da mensalidade paga está sendo bem administrado em benefício de todos que precisam também cuidar da estrutura como se fosse um bem próprio.

Vozdonorte – Qual será a meta de trabalho dessa nova gestão?

Professor Pedro Lima – A tendência da categoria é se manter unida, vamos trabalhar para ampliar a quantidade de associados e resgatar os que ainda não estão ou já foram que serão beneficiados com descontos nas várias empresas conveniadas com o sindicato que serão ampliados e também lutaremos para conseguir melhorias salariais para todos.

Quero aproveitar para agradecer a todos os servidores, administrativos, professores e a direção das escolas que são um termômetro para a gestão por representarem a comunidade escolar e teremos com eles um contato mais próximo porque conhecem de perto os problemas que precisam ser enfrentados e sanados para que a categoria tenha sempre melhorias.

Vozdonorte – O senhor assumirá num momento que a categoria decidiu pela paralização em busca de reajuste e melhores condições de trabalho, como o senhor avalia esse momento?

Professor Pedro Lima – Esse é movimento muito justo porque para decidir pela paralisação a categoria buscou o diálogo que não aconteceu pela parte do governo. Queremos apenas as perdas salariais. O último reajuste ocorreu ainda com base em 2016 pago em 2017 e 2018 e depois não houve mais nenhum reajuste causando uma grande perda salarial.

Considero muito justa as reivindicações e a greve necessária para a categoria, porque a falta de reajuste e ainda a inflação penaliza o servidor. Essa é a razão dos servidores estarem em greve. As escolas continuam abertas para atender os alunos e pais que precisarem de um documento.

Vozdonorte – A suspensão das aulas causou uma mudança radical na vida do professor para continuar dando sua atenção ao aluno, como está sendo o trabalho a distância?

Professor Pedro Lima – O trabalho a distância está feito com muita dificuldade, mas como muita qualidade. O governo do Estado não garantiu as condições necessárias e o ônus de comprar equipamentos – computadores e celulares – além de pacote de internet com custo alto para garantir o envio do material ao aluno e o contato com as famílias ficou na conta dos professores.

Essa é mais uma situação lamentável que entristeceu muito os professores porque o governo do Estado não disponibilizou equipamentos e além da falta de reajuste de longa data o professor teve que tirar do próprio bolso para investir no aluno o que mostra que a qualidade da educação é uma preocupação constante dos nossos professores.

Vozdonorte – O início da vacinação é um novo momento para a classe?

Professor Pedro Lima – Estamos satisfeitos pela categoria ter iniciado o processo de imunização com a primeira dose da vacina contra a Covid-19. É um direito de todos e agradeço ao prefeito Zequinha Lima por ter remanejado as doses que estavam em estoque. A ideia é que quando todos estiverem vacinados possamos retornar ao que sabemos fazer com muita qualidade que é ensinar.

Na aula presencial o professor está perto do aluno e faz aquilo que sabe fazer. Entendemos que a Educação é um dever do Estado e com a imunização todos retomarão a seus postos com as aulas presenciais para reiniciar com o ano letivo de 2021. A situação estadual ainda tem a questão da greve que o governo tem que apresentar propostas justas e que atendam a categoria.

Vozdonorte – Como funciona a estrutura do Sinteac?

Professor Pedro Lima – O Sinteac representa os professores da rede estadual e municipal. Nos munícipios é representado por um núcleo que tem uma direção local eleita. Aproveito para parabenizar os dois últimos antecessores, professores Valdenísio e Edvaldo, que realizaram um trabalho de grande importância para a categoria que anos passados vivia pagando aluguel e nas gestões dos dois últimos presidentes compraram e pagaram um imóvel que conta com uma boa estrutura para bem atender todos os associados.

Quero fazer um agradecimento especial ao professor Edvaldo Gomes que é um amigo de longas datas e que mesmo depois de concluir seu mandato se comprometeu de continuar assessorando o trabalho da categoria.

Vozdonorte – Para concluir como o senhor a avalia a atual estrutura da Educação no Juruá?

Professor Pedro Lima – A estrutura das escolas que dispomos em Cruzeiro do Sul é muito boa, os últimos governos fizeram muitos investimentos, mas com o passar do tempo é preciso também de reformas, além de investimentos em tecnologia porque Educação é a principal ferramenta para construção de uma sociedade e todo gestor que tiver essa visão suas comunidades terão grande desenvolvimento, mas a valorização dos servidores é fundamental nesse processo.

Por Voz do Norte

Related Articles