Casal morto por criminosos é encontrado enterrado em cova rasa em ramal de Rio Branco

  • O corpo de Lidinalva, de 13 anos, conhecida pelos amigos como Cecília, e do seu namorado, Daniel, de 19 anos, foram encontrados por Agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) dentro de uma cova rasa na tarde desta quarta-feira, 9, em uma área de mata localizada no Ramal do Pica-Pau, situada na região do Amapá, em Rio Branco.
  • De acordo com informações do delegado Marcos Cabral da DHPP, responsável pelo caso, Lidinalva e Daniel foram mortos no mês de setembro do ano de 2020 e a motivação do crime foi porque Daniel havia deixado sua facção para ser membro da facção rival.
  • O delegado informou ao ac24horas que Lidinalva era irmã de criação de Raquel Melo de Lima, de 13 anos, que foi encontrada morta dentro de uma cova rasa no dia 31 de janeiro desde ano na mesma área de mata. A vítima foi raptada juntamente com sua mãe por membros da facção local, após saírem de uma igreja. Os criminosos os levaram para uma casa abandonada em seguida liberaram a mãe de Raquel. A polícia informou que Raquel foi julgada pelo tribunal do crime torturada até a morte e enterrada em uma cova rasa.
  • Após quase nove meses de investigação em Rio Branco e em um município Agentes de Polícia Civil da DHPP, passaram três dias dentro da área de mata a procura de Lidinalva e seu namorado Daniel, que foram encontrados na tarde desta quarta-feira.
  • A área foi isolada pela Polícia Civil para os trabalhos do Perito em criminalística. Os corpos de Lidinalva e Daniel foram removidos e encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos. O caso segue sob investigação da Polícia Civil. 
  • Por Ac24horas

Related Articles