Sem vacina contra a Covid-19, alunos de saúde da Ufac não podem realizar estágio e concluir curso

Por Lucas Vitor, ac24horas.com

Mais de 100 alunos dos cursos de enfermagem, saúde coletiva, psicologia e nutrição da Universidade Federal do Acre (Ufac) estão vivendo uma situação dramática devido aos critérios de escolha da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) de Rio Branco em relação à vacinação contra a Covid-19, na capital.

Em março, o secretário municipal de saúde, Frank Lima, enviou um documento às instituições explicando os novos critérios para vacinação dos estudantes da área de saúde contra o novo coronavírus em Rio Branco.

O documento contém quatro critérios:

1- a solicitação da vacinação cabe à instituição de ensino que deverá enviar planilha padrão à Semsa;

2 – só podem estudantes que estejam realizando o estágio em Hospital, Unidade Básica de Saúde, Clínicas e Laboratórios da rede pública;

3 – por um período não inferior a 90 dias;

4 – os alunos têm que estar matriculado no último período do curso.

No entanto, os alunos dos cursos citados acima estão com dificuldades, já que o regulamento da Universidade Federal do Acre (Ufac) só permite a realização dos estágios supervisionados daqueles que forem imunizados contra o vírus.

Em ofício à Semsa, a pró-reitora de educação da Universidade Federal do Acre (Ufac), Ednaceli Abreu Damasceno, pediu que o secretário reconsiderasse os itens 2, 3 e 4 para a vacinação dos alunos.

Related Articles