Após golpe de Vanda Milani e Fernanda Hassem, ex-prefeito Deda vai esvaziar o PROS . “ Vanda pegou a sigla, mas as lideranças vão comigo”, garante o ex-prefeito.

O ex-prefeito Deda, ex-presidente estadual do PROS, garante que vai esvaziar o partido, depois da rasteira que levou da deputada Vanda Milani. Sob o comando do ex-gestor de Rodrigues Alves, o partido elegeu prefeito, vice-prefeitos e vereadores, além de a mulher dele ser deputada estadual.

No Vale do Juruá, o PROS lidera a prefeitura de Rodrigues Alves, a Câmara de Vereadores, além de ter dois vereadores na Câmara de Cruzeiro do Sul. No Alto, região que ele tinha a prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem (PT), como aliada, a sigla tem dois vice-prefeitos e vários vereadores.

 O presidente nacional do PROS, Eurípedes Júnior, empossou, na tarde desta quinta-feira (20), o novo presidente do partido no Acre, pastor Raimundo Moreira. O ato contou com a presença da deputada federal, Vanda Milani (SD).

Deda e a esposa devem ir para o Podemos.  “ Vanda pegou a sigla, mas as lideranças vão comigo”, garante o ex-prefeito.

A aliança de Vanda Milani e Fernanda Hassem é através do filho da deputada, Israel, que namora a gestora. 

Related Articles