Prefeitura de Cruzeiro do Sul faz mapeamento para levar água tratada às famílias do Croa

- Publicidade -

 

A prefeitura de Cruzeiro do Sul realizou na última terça-feira, 20, um dia de campo no rio Croa. A ação, que contou com a presença do vice-prefeito Henrique Afonso, envolveu as secretarias de obras, meio ambiente, agricultura, turismo, cultura, e planejamento do município. As equipes da prefeitura realizaram o mapeamento da área, com objetivo de levar água tratada para as famílias que residem na comunidade.

A atividade é resultado da visita do senador Sérgio Petecão e da deputada federal Jéssica Sales na semana anterior. Por ocasião da inauguração do acesso asfaltado ao rio Croa, os parlamentares demonstraram interesse em destinar emendas parlamentares, para beneficiar a comunidade do rio Croa, pensando especialmente no potencial turístico da região. O Prefeito Zequinha Lima, que esteve presente na inauguração do acesso, enfatizou o compromisso da gestão com a comunidade, e a importância de investir no local e proporcionar oportunidade de renda e melhores condições de vida para as famílias.

- Publicidade -

“Este local é um dos pontos mais visitados da nossa cidade, e movimenta o turismo de toda região. Devemos investir e ajudar as famílias, para que elas tenham boas condições de vida, levando água tratada, e proporcionando condições de subsistência, através do turismo, sem esquecer da preservação do meio ambiente. Vamos fazer esse trabalho em conjunto. Nossas equipes estão fazendo todo levantamento necessário, para buscarmos junto a bancada os recursos para aplicar nesses investimentos”, explicou o prefeito.

Segundo o presidente da Associação de Moradores, Pedro Paulo Lima da Costa, a maior demanda do local é o acesso à água potável. A comunidade recebeu anteriormente cerca de 40 poços amazônicos- entre 12 e 18 metros de profundidade. Contudo a qualidade da água sofre variações em função da distância do rio, entre outros fatores. Dos poços perfurados, apenas três deles resultaram em água própria para o consumo humano. Os moradores se abastecem nestes três poços, o que em alguns casos é dificultado em função da distância entre as residências.

A secretaria de meio ambiente trouxe um engenheiro químico do seu corpo técnico para fazer uma pré-análise das amostras de água. A constatação é de que na maioria dos poços há um alto teor de ferro, tornando-a imprópria. Contudo, é possível desenvolver um sistema de tratamento bioquímico e físico para a água, e a prefeitura irá avaliar as soluções mais adequadas às condições de vida e moradia dos ribeirinhos.

“Este local é de grande interesse turístico, mas para que o turismo seja viável, é preciso que os moradores estejam atendidos nestas questões básicas como o acesso e saneamento básico”, disse a secretária de turismo e empreendedorismo, Gleiciane Cruz.

O vice-prefeito Henrique Afonso destacou que a prefeitura tem um olhar diferenciado pela comunidade, em busca de levar benefícios e desenvolver o turismo.

“Estamos aqui cumprindo uma determinação do prefeito Zequinha em buscar alternativas para o abastecimento de água destas 70 famílias. Hoje existem soluções tecnológicas mais adequadas às populações ribeirinhas. Iremos buscar os recursos necessários para que estas famílias tenham um melhor acesso à água potável”, disse o vice-prefeito Henrique Afonso.

Outras ações

A secretaria de obras enviou a arquiteta Mariana Negreiros de seu corpo técnico para avaliar a construção de um quiosque que serviria tanto para os barqueiros da comunidade quanto para os visitantes, para abrigar do sol e da chuva enquanto aguardam.

Quanto à produção, a área tem potencialidades que podem ser melhor reconhecidas a partir do estudo de solo realizado pela Embrapa e que devem ser aplicadas ao Croa, como em outras áreas, para ajudar a definir os cultivos mais promissores.

Related Articles