MP pressiona e governo vive impasse sobre publicar decreto que libera comércio nos finais de semana

Por Marcos Venícios, ac24horas.com

O promotor de saúde do Ministério Público do Acre (MP-AC), Gláucio Oshiro, se posicionou ao ac24horas na manhã desta quinta-feira (22), contra ao anúncio feito pelo governador Gladson Cameli (Progressistas) de reabertura do comércio aos fins de semana, após reunião com empresários no Acre, na última terça-feira (20).

O promotor destacou que no momento da notícia da reabertura, esteve reunido com o governador tratando sobre o assunto e orientando o chefe do executivo para que não acabasse com as restrições do comércio nos sábados e domingos.

“Fomos pegos de surpresa com a informação. O que houve foi a diminuição no número de testes. Houve uma diminuição no número de testes, consequentemente, há uma queda no número de confirmações, mas no tempo relativo isso se manteve estável com um pequeno descenso, ou seja, não houve declínio, portanto, não é hora de aumentar as restrições e nem de haver relaxamento nas medidas”, explicou.

Gláucio ressaltou que assim que houver a publicação do decreto de reabertura das atividades aos finais de semana, os membros devem se reunir para tratar das providências a serem tomadas. O promotor disse ainda que não está descartado uma recomendação para que o governo volte atrás na decisão. “Somente após a divulgação do decreto, vamos decidir quais providências serão tomadas”, comentou.

Conforme ac24horas adiantou, o governador declarou em reunião na Associação Comercial do Acre (Acisa), que um decreto liberando o comércio a partir do sábado, dia 24, seria publicado no Diário Oficial nesta quinta-feira, 22.

Related Articles