sexta-feira, março 5, 2021

Os assessores do prefeito Tião Bocalom estão mais perdidos do que cego em tiroteio

Coluna da Angélica Paiva, no Notícias da Hora 

Sem transição

A vice-prefeita Marfisa Galvão (PSD) não deu importância a transição. Fez apenas uma reunião com a ex-secretária de Assistência Social e não apareceu mais. Não foi nem receber a chave do prédio que acabou ficando sob a responsabilidade do vigia. Isso explica em parte as dificuldades que vem enfrentando com o seu pool de secretarias e a necessidade de empossar membros da gestão Socorro Néri que participaram dos bandeiraços da adversária. Principalmente na Fundação Garibaldi Brasil.

Sem conhecimento

Sem a transição, os novos gestores não têm como entender o funcionamento da máquina. E sem conhecimento não tem como fazer um bom trabalho. A secretaria de Assistência Social tem uma responsabilidade muito grande. Através dos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), lida diretamente com as necessidades mais primárias da população, como a de alimentação. Os CRAS que legalmente têm essa responsabilidade, não entregaram os sacolões do mês de janeiro. Um terço do mês de fevereiro já se foi e até agora nada. Os cadastrados pedem ajuda para divulgar o pedido de socorro e perguntam se a Secretária ao menos sabe quantos CRAS tem sob a responsabilidade direta dela e se alguma vez se deu ao trabalho de visitá-los.

Livres

Os policiais militares reclamam de casos que se reproduzem na capital. Eles apreendem monitorados sem tornozeleira e ao tentar recolhê-los descobrem que o processo desapareceu, sumiu. Recentemente, prenderam em flagrante um monitorado evadido, que tinha rompido a tornozeleira. Levaram-no para a Delegacia de Flagrantes e em seguida para o Iapen e ninguém recebeu o preso. Após consultar os arquivos, verificaram que não havia nada com aquele nome. As informações tinham sumido. Os policiais tiveram que pedir desculpas ao monitorado sem tornozeleira e ainda escoltá-lo até em casa. Em tempo, quem controla os monitorados é o Iapen e o procedimento para retirar a tornozeleira é feito pelo Judiciário. Segundo os policiais, vários casos semelhantes estão ocorrendo

Filha de peixe

Ângela Mendes, filha de Chico Mendes e herdeira dos ideais do pai, integra a partir de agora a maior rede de empreendedorismo social do mundo. Além de Ângela, apenas duas outras brasileiras foram consideradas em condições de integrar essa rede que atua em defesa da democracia, resiliência climática e vida na floresta. Os integrantes da rede denominada Ashoka, são reconhecidos internacionalmente como pessoas que influenciam as transformações nas políticas públicas, práticas de mercado e em padrões de comportamento e mentalidades. Ângela coordena o Comitê Chico Mendes e co-lidera o movimento de defesa dos povos tradicionais e indígenas.

Leia : https://noticiasdahora.com.br/blogs/coluna-da-angelica-com-angelica-paiva/os-assessores-do-prefeito-tiao-bocalom-estao-mais-perdidos-do-que-cego-em-tiroteio.html#.YCWFsXx1NGo.whatsapp

Leandro Matthaus
Leandro Matthaus é graduado em Letras Português pela UFAC, radialista e narrador esportivo. Atuou nos sites Acrenoticias.com, Blog do Kaká, Tarauacá Agora, foi assessor de comunicação da Prefeitura de Tarauacá. No rádio, tem passagens pelas Rádio Nova Era FM 87,9 e Jordão FM 88.5 Cultural. Tem um programa na Rádio Juruá FM 100,9 (Programa Mistura Fina). Além de ser Vascaíno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular