terça-feira, janeiro 26, 2021

Jenilson pede cursos superiores para municípios isolados e destina emendas em parceria com UFAC

O deputado estadual Jenilson Leite se reuniu com a reitora da Universidade Federal do Acre, Guida Aquino, para tratar sobre a emenda impositiva que será destinada para a implementação e estruturação de cursos de graduação na modalidade de ensino a distância nos municípios de Santa Rosa do Purus, de Jordão, de Porto Walter e de Marechal Thaumaturgo.

Estiveram presentes na reunião a pró-reitora de Graduação, Ednaceli Damasceno, o diretor do Núcleo de Interiorização e Educação a Distância (Niead), Sandro Ricardo Pinto da Silva, e a pesquisadora da Ufac, Suely Melo.

A emenda alocada pelo deputado servirá para que seja feito o diagnóstico de cada município, a aquisição e instalação de equipamentos necessários para a realização dos cursos. Atualmente os cursos de licenciatura em Física e Matemática são regulamentados pela Ufac no ensino EAD.

Para o deputado Jenilson, os municípios isolados vivem essa carência de perspectiva de formação. “Eu ando em muitos municípios e vejo que uma universidade presente, com cursos, faz muita diferença e isso é perceptível em cidades que já existem cursos de interiorização da Ufac”.

O parlamentar ainda acrescentou que o comprometimento e a qualidade de ensino da Ufac não pode ser comparado com as faculdade que chegam a essas localidade, na qual deixam muita a desejar.

Segundo a reitora Guida Aquino, a Universidade Federal do Acre tem um longo histórico de interiorização nos últimos 40 anos. “Nossa instituição carrega essa marca de qualidade nas 4 décadas de interiorização e quando temos um parlamentar preocupado com a educação, nos deixa muito feliz”.

“Quando levamos um curso de graduação para os municípios, às vezes é a primeira oportunidade de um membro de uma família ter um diploma e ficamos muito emocionados quando chega a hora da formatura, pois educação é desenvolvimento”, acrescentou Guida.

“Os municípios isolados têm um baixo Índice de Desenvolvimento Humano e para uma cidade se desenvolver é necessário investir em Educação, isso amplia os horizontes dos cidadãos, dando-lhes maturidade intelectual, e consequentemente melhora a qualidade no trabalho e na geração de renda, rompendo dessa forma os ciclos de pobreza e de desigualdade social. Não mediremos esforços para implementarmos esses cursos no menor espaço de tempo possível”, afirmou a pesquisadora e membro da comissão responsável pela elaboração da proposta dos cursos de EAD para os municípios de Baixo IDH, Suely Melo, conforme Portaria/UFAC n° 2530/2019.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

TARAUACÁ: 104 ANOS DE UM BELA HISTÓRIA

Por Isaac Melo (Blog Alma Acreana) BREVE HISTÓRICO - O século XIX é um século de grandes explorações na Amazônia. Surgem as famosas expedições de...

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Órgãos federal e estadual recorrem de decisão que impede melhorias no Mais Médicos no Acre

O Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Acre (MP/AC) e a Defensoria Pública da União (DPU), entraram com recurso contra decisão da Justiça...