domingo, janeiro 24, 2021

Saúde realizou mais de 2 mil atendimentos oftalmológicos em 2020

Afirmando a saúde como prioridade, o governador Gladson Cameli determinou que a fila na área de oftalmologia, que se estendia por cerca de 5 anos, tivesse vazão. Assim, 2.835 pessoas foram atendidas desde o final de 2019 e durante todo o ano de 2020 na área de oftalmologia, realizando consultas, exames e cirurgias.

Logo no início do governo, as equipes do Complexo Regulador da Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), com total apoio, incentivo e articulação do governador, deram início ao processo de contratação da empresa, que realiza os exames e cirurgias, por meio de licitação.

“Hoje não temos mais nenhum paciente na fila do tratamento fora de domicílio (TFD), porque começamos a operar o contrato com a empresa já do final de 2019 e de lá pra cá não temos mais ninguém aguardando meses ou anos”, destaca o secretário adjunto de Assistência à Saúde em exercício, Fernando Sampaio.

Mais de 2 mil pessoas foram atendidas desde o final de 2019 e durante todo o ano de 2020 na área de oftalmologia Foto: Junior Aguiar/Sesacre

Enquanto isso, para não deixar que os cidadãos esperassem mais tempo e, a contratação de uma empresa sendo um processo burocrático e demorado, em 2019 Gladson Cameli se reuniu com o governador do Amazonas (AM) para que os acreanos tivessem assistência adequada nos encaminhamentos via TFD, tendo em vista que o Acre também atende pacientes do estado vizinho, como os de Boca do Acre (AM), foi estabelecido um acordo: os acreanos teriam vaga em Manaus e os amazonenses em Rio Branco.

“Hoje, já tratamos problemas de retina, sendo que antes esse serviço não era oferecido, e correção de catarata, além de possibilitarmos os tratamentos que são mais emergenciais, assim o paciente não fica prejudicado. A gente tem consciência que a fila do TFD nos últimos anos era grande, e isso sensibilizou a gestão”, observa Fernando Sampaio.

Mesmo com a pandemia do coronavírus, o serviço foi estruturado para continuar realizando as consultas, exames pré-operatórios e cirurgias, atendendo ao protocolo sanitário de prevenção à doença, mesmo porque a maioria dos pacientes são idosos.

Os resultados da estratégia são compensadores. “A fila hoje é apenas de pacientes que vamos atender já em janeiro de 2021”, explica  Sampaio.

Por Tais Nascimento, da Agência AC

Leandro Matthaus
Leandro Matthaus é graduado em Letras Português pela UFAC, radialista e narrador esportivo. Atuou nos sites Acrenoticias.com, Blog do Kaká, Tarauacá Agora, foi assessor de comunicação da Prefeitura de Tarauacá. No rádio, tem passagens pelas Rádio Nova Era FM 87,9 e Jordão FM 88.5 Cultural. Tem um programa na Rádio Juruá FM 100,9 (Programa Mistura Fina). Além de ser Vascaíno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

TARAUACÁ: 104 ANOS DE UM BELA HISTÓRIA

Por Isaac Melo (Blog Alma Acreana) BREVE HISTÓRICO - O século XIX é um século de grandes explorações na Amazônia. Surgem as famosas expedições de...

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Órgãos federal e estadual recorrem de decisão que impede melhorias no Mais Médicos no Acre

O Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Acre (MP/AC) e a Defensoria Pública da União (DPU), entraram com recurso contra decisão da Justiça...