quarta-feira, janeiro 20, 2021

Servidores da Saúde no AC fazem protesto pedindo auxílio permanente e melhores condições de trabalho

O Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado do Acre (Sintesac) fez um protesto, na manhã desta terça-feira (15), em frente à Secretaria de Saúde do estado (Sesacre), em Rio Branco, pedindo melhores condições de trabalho e que o auxílio emergencial aprovado durante a pandemia para a categoria seja incorporado de forma permanente ao salários dos trabalhadores.

Jean Lúnier, vice-presidente do Sintesac, diz que eles devem se reunir com o governo pedindo que uma lei seja criada para amparar os trabalhadores da Saúde.

“A gente quer que o governo do estado encaminhe uma lei para a Aleac [Assembleia Legislativa do Acre] em caráter de urgência para que este auxílio permaneça no salário do servidor das Saúde até o fim da pandemia. O governo quer estender só até dezembro, mas até dezembro a pandemia não vai acabar”, disse.

O presidente do sindicato, Adailton Cruz, destacou também que os profissionais têm ficado sobrecarregados e alega que o governo tem tirado alguns direitos da categoria.

“Estamos fazendo esse manifesto público de repúdio à forma irresponsável que o governo está tratando a saúde, não pagou os direitos garantidos. Os profissionais estão sobrecarregados, quase 200 já morreram e não tiveram direito a receber o auxílio emergencial e a dobra de insalubridade. Estamos aqui também repudiando o corte irregular de direitos dos trabalhadores, além da defasagem. Nós temos um deficit de mais de mil profissionais, A Saúde da forma que está não dá, nós estamos morrendo”, desabafou.

Sesacre

 

Em nota, o secretário de Saúde, Alysson Bestene, disse que o benefício foi criado pelo governo para contribuir com os profissionais de Saúde durante o período da pandemia da Covid-19 (Auxílio Temporário de Emergência).

“Bem como o adicional de insalubridade promoveu um investimento mensal de mais de R$ 2 milhões para a linha de frente dos profissionais de Saúde do Acre no combate ao coronavírus. Quase 8 mil servidores foram beneficiados com o extra de R$ 420 desde o mês de maio. A Secretaria de Estado de Saúde decretou no dia 26 de novembro o pagamento do auxílio de novembro. O mês de dezembro será pago até o dia 30 de dezembro, também mediante decreto que será brevemente publicado”, garantiu.

Sobre as alegações da categoria de que a Saúde tem negligenciado o apoio aos profissionais, o secretário rebateu dizendo que o governo tem empenhado esforços para dar suporte aos trabalhadores.

“O governo do estado tem se esforçado sobremaneira para dar melhores condições de trabalho aos nossos importantes profissionais da Saúde de Acre.”

Auxílio emergencial

 

Mais de 7,9 mil servidores da Saúde e Segurança Pública recebem os R$ 420 referentes ao Auxílio Temporário de Emergência em Saúde. O benefício representa, segundo governo, a valorização dos profissionais que trabalham na linha de frente do combate ao novo coronavírus no estado. Ao todo, o investimento ultrapassa os R$ 2,6 milhões.

Dos servidores beneficiados, 4.695 são das forças de Segurança Pública, totalizando um investimento de R$1,9 milhões. Outros 3.212 servidores da Saúde que já recebem adicional de insalubridade, porém, em um valor inferior aos R$ 420, também receberão a diferença, o que representa um investimento de mais R$ 700 mil na folha de pagamento.

O governo informou ainda que no último dia 13 de novembro 3.748 servidores da Saúde receberam o adicional de insalubridade com reajuste, por conta da pandemia, representando o valor total de R$ 2,7 milhões.

Leandro Matthaus
Leandro Matthaus é graduado em Letras Português pela UFAC, radialista e narrador esportivo. Atuou nos sites Acrenoticias.com, Blog do Kaká, Tarauacá Agora, foi assessor de comunicação da Prefeitura de Tarauacá. No rádio, tem passagens pelas Rádio Nova Era FM 87,9 e Jordão FM 88.5 Cultural. Tem um programa na Rádio Juruá FM 100,9 (Programa Mistura Fina). Além de ser Vascaíno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

TARAUACÁ: 104 ANOS DE UM BELA HISTÓRIA

Por Isaac Melo (Blog Alma Acreana) BREVE HISTÓRICO - O século XIX é um século de grandes explorações na Amazônia. Surgem as famosas expedições de...

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Órgãos federal e estadual recorrem de decisão que impede melhorias no Mais Médicos no Acre

O Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Acre (MP/AC) e a Defensoria Pública da União (DPU), entraram com recurso contra decisão da Justiça...