quarta-feira, março 3, 2021

EUA devem iniciar nesta segunda-feira a vacinação contra Covid-19

Os Estados Unidos devem iniciar nesta segunda-feira (14) a vacinação contra Covid-19 com o imunizante desenvolvido pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech.

vacina recebeu no domingo (13) a aprovação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), órgão de saúde dos EUA, para o começo da campanha. Profissionais de saúde na linha de frente devem ser os primeiros a receberem suas doses.

“Mal posso esperar para receber a minha”, disse Angela Mattingly, de 57 anos, uma arrumadeira do Hospital da Universidade de Iowa, ao “The New York Times”. Ela está entre os funcionários previstos para serem vacinados já na manhã desta segunda. 

O diretor do CDC, Robert R. Redfield, comemorou no domingo a aprovação do imunizante em momento crítico, de nova alta de casos do novo coronavírus nos EUA. Neste sábado, o país registrou 3.309 mortes por Covid-19 nas 24 horas anteriores.

“Tive o orgulho de assinar a recomendação do Comitê Consultivo em Práticas de Imunização para usar a vacina Covid-19 da Pfizer em pessoas com 16 anos ou mais. Esta recomendação oficial do CDC segue a decisão da FDA de sexta-feira de autorizar o uso emergencial da vacina”, diz Redfield.

Profissionais de saúde participam de simulação da aplicação da vacina da Pfizer contra a Covid-19, na Indiana University Health, em Indianápolis, no dia 11 de dezembro — Foto: Bryan Woolston/Reuters

Profissionais de saúde participam de simulação da aplicação da vacina da Pfizer contra a Covid-19, na Indiana University Health, em Indianápolis, no dia 11 de dezembro — Foto: Bryan Woolston/Reuters

E prosseguiu: “Como os casos de Covid-19 continuam a aumentar em todos os EUA, a recomendação do CDC chega em um momento crítico. A vacinação inicial está programada para começar na segunda-feira, e esta é a próxima etapa em nossos esforços para proteger os americanos, reduzir o impacto da pandemia e ajudar a restaurar a normalidade em nossas vidas e em nosso país.” 

Na avaliação do órgão, publicada no domingo, a vacina da Pfizer tem alta eficácia em todas as faixas de idade, sexo, raça, etnia e entre pessoas com “condições médicas subjacentes”, bem como entre participantes com evidência de infecção anterior pelo Sars-CoV-2 (o novo coronavírus).

O chefe da Operação Warp Speed, iniciativa para acelerar o desenvolvimento de vacinas, Moncef Slaoui, afirmou que os Estados Unidos pretendem ter cerca de 40 milhões de doses da vacina distribuídas até o final de dezembro, o que incluiria a vacina recém-autorizada da Pfizer e uma da Moderna. A expectativa é que esse segundo imunizante consiga autorização para uso de emergência ainda nesta semana.

Outras 50 a 80 milhões de doses serão distribuídos em janeiro, e o mesmo número em fevereiro, disse Slaoui. Ambas as vacinas – da Pfizer e da Moderna – requerem duas doses por pessoa.

Uso emergencial

Na tarde do sábado foi feita uma votação entre os conselheiros do CDC para avaliar a recomendação da vacina e, com 11 votos a favor e três abstenções, o comitê aprovou o imunizante, que foi liberado para uso emergencial na sexta-feira (11) pela agência reguladora de medicamentos americana, a FDA.

Com esta autorização formalizada pelo órgão, o governo norte-americano planeja acelerar a vacinação nas próximas semanas e meses.

O general do Exército dos Estados Unidos Gustave Perna disse em uma coletiva de imprensa neste sábado que as primeiras doses da vacina da Pfizer e BioNTech seriam entregues em 145 localidades ao redor do país na segunda-feira (14).

As demais 636 localidades de entrega selecionadas pelos estados e territórios dos Estados Unidos receberão as doses na terça-feira (15) e na quarta-feira (16).

Caminhões deixam fábrica da Pfizer nos EUA com vacina rumo à distribuição

Os caminhões carregando as primeiras doses da vacina da Pfizer e BioNTech começaram a deixar a fábrica em Michigan, nos Estados Unidos, neste domingo (13).

Os funcionários da Pfizer chegaram a aplaudir quando os primeiros lotes da vacina deixaram a fábrica. Além da equipe da farmacêutica, representantes do CDC acompanharam a preparação dos pacotes.

Essa vacina exige condições muito específicas de armazenamento e transporte, por isso as primeiras doses foram agrupadas em caixas com gelo seco, que devem manter a temperatura das vacinas a -70 ºC.

Fábrica da Pfizer despacha primeiros lotes da vacina nos EUA

Outros países

O Reino Unido e Bahrein aprovaram o uso do imunizante na semana passada. A Health Canada, agência que regula as vacinas no país, aprovou na quarta-feira (9) a vacina da Pfizer. Após a revisão de dados, os canadenses concluíram que a vacina é segura e eficaz e já pode ser aplicada em todo o país, de forma emergencial, em pessoas maiores de 16 anos.

No dia seguinte, a Arábia Saudita também aprovou a aplicação do imunizante no país. Horas antes de a FDA anunciar a aprovação da vacina na sexta, o órgão regulador mexicano Cofepris liberou o imunizante da Pfizer.

Por G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular