terça-feira, janeiro 26, 2021

Edvaldo destaca aprovação do decreto de sua autoria que susta a atuação do Avancard

 

Por Assessoria

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) destacou a aprovação, por unanimidade, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), do decreto legislativo de autoria dele, que susta o parágrafo único do decreto governamental 6.398 de julho deste ano, que permite a operação do cartão do servidor, o Avancard, acima da margem aprovada pela Assembleia Legislativa, que é de 35%.

O referido cartão pratica juros de 5.5 ao mês, além disso a introdução desta modalidade deixa o salário do servidor comprometido em 50%. O parlamentar entende que há “uma burla” na lei aprovada pela Aleac, que estabelece em 35% a margem consignável dos servidores do Estado.

O relator da matéria foi o deputado Cadmiel Bonfim (PSDB). O voto dele, favorável ao relatório, foi acompanhado pelos deputados Gehlen Diniz (Progressistas), Daniel Zen (PT) e Neném Almeida (SD).

“Esse contrabando legislativo que foi incluído na regulamentação da lei tinha por objetivo favorecer um negócio escuso, que era a introdução do cartão do servidor, que tem nome e endereço, que é o Avancard, com juros de 5.5 ao mês”, disse Edvaldo Magalhães ao citar o decreto publicado pelo governador Gladson Cameli.

Edvaldo Magalhães acrescentou que “pela primeira vez no âmbito do poder legislativo, um decreto restabelece a legalidade. Pela primeira um decreto impede que o Poder Executivo extrapole o seu poder de regular e queira legislar”, frisou.

Ao falar do decreto legislativo de sua autoria, o parlamentar do PCdoB disse que este “corrige uma profunda ilegalidade cometida pelo Poder Executivo quando da regulamentação da lei debatida, emendada, amplamente discutida e por unanimidade aprovada por essa Assembleia no tocante ao teto dos descontos dos consignados dos servidores do Estado do Acre”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

TARAUACÁ: 104 ANOS DE UM BELA HISTÓRIA

Por Isaac Melo (Blog Alma Acreana) BREVE HISTÓRICO - O século XIX é um século de grandes explorações na Amazônia. Surgem as famosas expedições de...

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Órgãos federal e estadual recorrem de decisão que impede melhorias no Mais Médicos no Acre

O Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Acre (MP/AC) e a Defensoria Pública da União (DPU), entraram com recurso contra decisão da Justiça...