Liderado pelo deputado federal Jesus, família Sérgio sai fortalecida nas eleições de 2020

- Publicidade -

Quando temos mais de membro de uma mesma família na política, há sempre o mentor e líder do grupo, isso significa dizer, quando alguém vence ou perde,  o mérito ou culpa são atribuídos ao líder do clã. No tocante ao tema, dos grupos familiares quem mais saiu fortalecido foi o do deputado federal  Jesus Sérgio (PDT). Cujo reduto eleitoral é predominante na região de Tarauacá/Envira. 

O  PDT do deputado conseguiu eleger três prefeitos, dois quais, dois foram lançados na disputa pelo parlamentar. Em Tarauacá, a mulher do legislador, Maria Lucinéia (PDT), venceu a disputa política com mais de cinco mil votos. Além disso, a lenda conquistou dois acentos na Câmara de Vereadores, ou seja, o tio (Chico Batista) e a prima (Veinha do Valmar) do congressista.

Em Jordão, cidade vizinha à Tarauacá, a família Sérgio está em festa. O prefeito eleito foi uma aposta do grupo e saiu vitorioso e ainda conseguiu eleger a maior bancada para o legislativo, garantindo, inclusive, a terceira reeleição seguida da irmã (Meire Sérgio). Considerando que eleitorado de Tarauacá e Jordão somam mais de 30 mil votos, Jesus Sérgio é nome cotado para voos maiores nas eleições de 2022. 

- Publicidade -

Por outro lado, o reinado de duas outras famílias saíram enfraquecidos no pleito: a família Rocha, na capital, e os Sales, no Vale do Juruá. 

O vice-governador Major Rocha (PSL) e a deputada federal Mara Rocha (PSDB) não conseguiram conquistar mil votos ao irmão na disputa por uma vaga na Câmara de Vereadores, e o candidato a prefeito apoiado por eles,  ficou em terceiro lugar na disputa pela prefeitura de Rio Branco. 

Quem também provou o amargo da derrota foi o Leão do Juruá (Vagner Sales). Na eleição de 2018, conseguiu eleger a filha como a segunda mais votada para Câmara Federal e a mulher ficou com o terceiro lugar na disputa por uma vaga na ALEAC. Talvez, por isso, acreditou que emplacaria o filho na prefeitura de Cruzeiro do Sul em 2020. Perdeu com uma diferença de mais 4 mil votos. Vale ressaltar ainda, que na região do Vale do Juruá, os candidatos apoiados pelo ex-prefeito também  perderam a disputa. 

Por Leandro Matthaus 

Related Articles