quinta-feira, setembro 24, 2020

Hemoacre convoca recuperados da Covid-19 para doação de plasma a quem luta contra a doença

Por Lane Valle 

“Fazer o bem, sem olhar a quem”  é  o que muitas pessoas, além dos profissionais que atuam na linha de frente contra a pandemia do novo coronavírus há cerca de cinco meses, estão praticando no Acre.

E, para reforçar o dito popular e as boas ações ao próximo,  o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre) faz o chamamento para doação de plasma de pessoas que testaram positivo para o coronavírus e que já estão recuperadas da doença.

A terapia plasmática vem sendo utilizada como tratamento experimental em pacientes internados com a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), há cerca de dois meses. Gerente-geral do Hemoacre, Josiane Amorim explica que o procedimento consiste na transfusão do plasma de sangue de uma pessoa curada (com anticorpos) para um paciente infectado.

“Mesmo não havendo comprovação de que o plasma convalescente de Covid-19 seja eficaz no tratamento de pessoas infectados com coronavírus, pacientes que já passaram por esse procedimento demonstraram melhora no quadro clínico”, observa.

O plasma de convalescente de Covid-19 será aplicado em pacientes internados e com risco de agravamento pelo coronavírus, desde que eles ou seus familiares consintam no procedimento.

Esse material é a parte líquida do sangue e a estratégia já foi utilizada em outras pandemias, como da gripe espanhola e do ebola, apresentando resultados favoráveis em pessoas contaminadas.

Sobre a doação de plasma

Os interessados em doar precisam ter entre 18 e 60 anos de idade, pesar no mínimo 60 kg, ter diagnóstico laboratorial confirmado de infecção por Sars-Cov-2, estar sem sintomas de Covid-19 há pelo menos 14 dias e não ter tido manifestações graves em função da doença (choque séptico, parada cardíaca ou intubação traqueal ou respiratória).

Os voluntários também precisam atender às condições básicas para doação de sangue e atentar aos impedimentos do ato. Se for mulher, não pode ter histórico de gestações. Antes da doação, a pessoa faz o teste para ver se tem quantidade suficiente de anticorpos (IGG).

Por agendamento

Os candidatos à doação de plasma não devem comparecer de imediato ao Hemoacre, evitando aglomerações e favorecendo a organização do fluxo na unidade para atender melhor os voluntários. A recomendação é agendar pelo telefone 3248-1380 das 7 às 17 horas.

O plasma coletado é enviado para as unidades de Saúde do Estado conforme solicitação médica.

Leandro Matthaus
Leandro Matthaus é graduado em Letras Português pela UFAC, radialista e narrador esportivo. Atuou nos sites Acrenoticias.com, Blog do Kaká, Tarauacá Agora, foi assessor de comunicação da Prefeitura de Tarauacá. No rádio, tem passagens pelas Rádio Nova Era FM 87,9 e Jordão FM 88.5 Cultural. Tem um programa na Rádio Juruá FM 100,9 (Programa Mistura Fina). Além de ser Vascaíno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Vereadores de Jordão apresentaram mais de 300 proposições legislativas em 2019

Os parlamentares de Jordão, no interior do Acre, concluem 2019 como um dos anos mais produtivos da história política da cidade. Os edis apresentaram...