Tarauacá é o único município acreano que produz a famosa farinha milito

O município de Tarauacá, está distante 400 km da capital do estado, Rio Branco. Sua população, de acordo com estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é de 42.567 habitantes em 2019, o que a coloca na posição de 4ª mais populosa de seu estado. Seu nome é devido ao Rio Tarauacá que corta o município.

O município é conhecido como “a terra do abacaxi gigante”. Esse fruto chega a pesar em torno de 15 kg, fato que provoca grande admiração nos visitantes. A cidade é dotada de razoável infraestrutura turística. Conta com hospedarias, bares, hotéis e restaurantes, onde sempre se encontram pratos à base de peixes nobres da região, dentre outras especialidades.

Tarauacá se tornou famoso no Brasil e no mundo após o programa Globo Repórter exibir uma matéria sobre as “Riquezas Amazônicas” que foi ao ar em 08 de dezembro de 2006. A reportagem mostra que além de produzir uma espécie de abacaxi gigante, também comprova que uma combinação de ervas que só existem na região, é capaz de fazer crescer cabelo em quem tem calvície. Carlos Pinto da Silva, o seringueiro que se virou cientista ao desenvolver o “Shampoo Esperança”, diz que jamais revelará o segredo da sua fórmula milagrosa, tão cobiçada pelas indústrias de cosméticos.

Tarauacá também é famosa por ser o único município acreano que produz a famosa farinha milito.

MILITO1

Cansados da concorrência com a farinha de Cruzeiro do Sul, os produtores resolveram “caprichar” no preparo desse importante alimento em Tarauacá.

O processo de preparo da farinha em Tarauacá, ainda artesanal, é bastante simples: a mandioca é descascada, ralada e espremida para extrair todo o excesso de líquido. A massa é então peneirada sobre chapa ou tacho grande de fundo plano (forno) que são aquecidos sobre o fogo para retirar o restante da umidade, deixando a farinha seca, pronta para o consumo e pode ser estocada por meses.

Em Tarauacá, o destaque é para a farinha milito, a mais procurada pelos visitantes que chegam de outras cidades e facilmente encontrada no comércio local, especialmente no mercado público.

A farinha é vendida o litro de R$ 3,00 (reais). Também é comercializada em sacas de 60 litros (paneiro) com custo a partir de R$180,00.

O vendedor de farinha no mercado municipal, Israel de Souza, falou ao Notícias da Hora. “Consigo faturar em média no mês com a venda de farinha, um mil reais, ou seja, é a mais comercializada pelo os tarauacaenses e visitantes que o procuram bastante”, disse.

MILITO2

Gilson Amorim, do Notícias da Hora.

Related Articles