terça-feira, março 2, 2021

Declaração obrigatória de rebanho é estendida até 30 de junho

Por Samuel Bryan, Agência GOV AC 
O governo do Estado, por meio do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf), alerta todos os produtores rurais do Acre sobre a declaração obrigatória de rebanho, que foi estendida até 30 de junho e que inclui todas as espécies animais, entre bovinos, bubalinos, ovinos, caprinos, suínos, equídeos e aves.
 
Para o atendimento aos produtores, os escritórios do Idaf nos municípios estarão funcionando, excepcionalmente, das 7 às 13 horas, em razão da pandemia do novo coronavírus. Com as medidas estipuladas pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e Ministério da Saúde para prevenção e controle da Covid-19, o Idaf vem disponibilizando formas mais rápidas e que não causem aglomerações nas unidades
.
 
Assim, a declaração de rebanhos poderá ser realizada por meio do endereço eletrônico http://gta.ac.gov.br, na modalidade “Produtor on-line”. O produtor também poderá entrar em contato com o Idaf para obter esclarecimentos. A lista com os telefones e e-mails das unidades estão no site do órgão no endereço http://idaf.acre.gov.br/.
 
Já o produtor que não fizer a declaração será considerado inadimplente com suas obrigações, sofrendo as mesmas penalidades de quem deixou de vacinar. Na declaração de rebanho deve constar os números de nascimentos e mortes, além de todas as espécies que o produtor possui na mesma propriedade.
Acre sem vacina
 
A declaração de rebanho faz parte de uma decisão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que suspendeu a etapa de maio da vacinação contra a febre aftosa nos estados do Acre, Rondônia e parte dos estados do Amazonas e Mato Grosso, que integram o Bloco I do plano de retirada da vacina no Brasil.
 
A medida faz parte do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA 2017-2026), que visa a ampliação de zonas livres de febre aftosa sem vacinação em todo o Brasil e que em agosto vai decidir se o Acre será certificado como tal.
 
“Um dos objetivos do governador Gladson Cameli é tornar o Acre zona livre de aftosa sem vacinação e toda a equipe do Idaf está empenhada hoje nessa missão, o que trará enormes benefícios econômicos para o setor, com capacidade de geração de emprego e renda, mas precisamos que todos façam sua parte. O governo já realizou um concurso público para o Idaf, uma parceria para recuperação de todos os escritórios locais com o Fundepec e um convênio com o Mapa para carros e equipamentos”, conta o presidente do Idaf, José Francisco Thum.
Leandro Matthaus
Leandro Matthaus é graduado em Letras Português pela UFAC, radialista e narrador esportivo. Atuou nos sites Acrenoticias.com, Blog do Kaká, Tarauacá Agora, foi assessor de comunicação da Prefeitura de Tarauacá. No rádio, tem passagens pelas Rádio Nova Era FM 87,9 e Jordão FM 88.5 Cultural. Tem um programa na Rádio Juruá FM 100,9 (Programa Mistura Fina). Além de ser Vascaíno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular