Adolescente é flagrado com carregamento de mais de 8kg de entorpecentes no interior do Acre

- Publicidade -

 

Policiais civis da cidade de Feijó, que estão trabalhando na barreira sanitária na entrada do município, flagraram na última quarta-feira, 01 de abril um adolescente transportando cerca de 8,6 kg de drogas. O acusado de 17 anos estava em um veículo modelo Voyage que vinha da cidade de Tarauacá. O entorpecente foi encontrado em sua mochila.

De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado na delegacia de Feijó, policiais civis abordaram o veículo com o objetivo de fiscalizar o transporte de passageiros, por conta do Decreto governamental que versa sobre a pandemia do Coronavírus, quando ao ser indagado sobre seu itinerário o adolescente se mostrou bastante nervoso. Além disso, os policiais o reconheceram, pois na semana anterior, o rapaz foi levado à delegacia do município, juntamente com um maior de idade, acusado de tráfico de drogas.
Diante do comportamento suspeito os policiais decidiram revistar a mochila que o acusado levava consigo onde foi encontrado o material entorpecente (maconha, pasta a base de cocaína, entre outros). O motorista do veículo foi liberado por ser provado que é motorista de aplicativo e que foi chamado para a corrida pelo próprio adolescente.
Em depoimento, o menor afirmou que receberia R$ 600 pelo transporte da droga, mas não revelou que o contratou e nem quem receberia a droga em Feijó. Ele foi apreendido e está a disposição da Justiça.
De acordo com o delegado Valdinei Soares, mesmo com a situação de pandemia pelo coronavírus, a Polícia Civil não paralisou os seus trabalhos constitucionais.
“Mesmo com essa situação em que temos que voltar nossa atenção na luta contra a proliferação do coronavírus, onde estamos apoiando as ações na barreira sanitária montada na entrada da cidade de Feijó, a Polícia Civil tem trabalhado normalmente nas suas funções constitucionais, estamos com investigações em curso, com o atendimento ao público e as demais atividades, estamos nos resguardando, mas não paramos nossos trabalhos”, comentou o delegado.    

- Publicidade -

Por Ascom PC

Related Articles