sexta-feira, abril 16, 2021

Em meio à pandemia de Covid-19, prefeitura vai distribuir cestas básicas a 4 mil famílias em Cruzeiro do Sul

Com o decreto de calamidade por conta da pandemia de Covid-19 reconhecido pela Câmara de Vereadores, a prefeitura de Cruzeiro do Sul deve iniciar as ações do programa de segurança alimentar. Cerca de 4 mil famílias devem receber cestas básicas durante o período de suspensão das aulas e atividades não essenciais.

A Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul publicou, na edição desta sexta-feira (27) do Diário Oficial do Estado (DOE), o decreto que reconhece o estado de calamidade pública que tinha sido solicitado pelo prefeito. O decreto que tem validade até 31 de dezembro de 2020. Até esta quinta-feira (26), 23 casos da doença foram detectados no Acre.

“Na verdade, tem uma série de ações previstas no decreto e que vamos fazer. Agora vamos trabalhar o processo de segurança alimentar, com apoio de cestas básicas. Enfim, são várias ações que vamos estar sentando hoje [sexta, 27] com o prefeito para definir. Vamos ver o recurso da alimentação escolar para a compra de cestas básicas”, disse Orleilson.

Medidas para enfrentamento

No último dia 25 de março, a prefeitura de Cruzeiro do Sul publicou um decreto com as medidas temporárias a serem adotadas para o enfrentamento do estado de calamidade pública na saúde, em decorrência da doença covid-19.

Conforme o documento, os eventos de massa devem ser cancelados ou adiados. E, nas situações em que não for possível o cancelamento ou adiamento, devem ocorrer com portões fechados, sem a participação do público.

Está proibido ainda o acesso de pessoas aos espaços públicos de práticas desportivas como pistas de caminhadas, ginásios e estádios. Além disso, o decreto suspende, por tempo indeterminado, as aulas nas unidades da rede pública de ensino municipal e escolas privadas de educação infantil.

A prefeitura determinou que no caso de aumento injustificado dos preços de produtos de consumo, será suspensa temporariamente a atividade ou cassado o alvará de funcionamento do estabelecimento.

Foi prorrogado ainda, pelo prazo de 90 dias, o vencimento de alvarás municipais, IPTU e taxa de lixo dos estabelecimentos atingidos pelas medidas da quarentena.

Covid-19 no Acre

Cruzeiro do Sul não tem nenhum caso confirmado de coronavírus. Segundo dados do último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), dos 25 casos suspeitos na cidade do interior do Acre, 18 foram descartados e outros sete seguem em análise.

O Acre tem 23 casos confirmados da doença, sendo todos de pacientes da capital, Rio Branco. Ao todo, 76 casos seguem em análise para coronavírus.

Por G1

Popular