quarta-feira, março 3, 2021

Tarauacá: PDT articula o nome do cacique Antônio para compor a chapa com Néia Lima, esposa do deputado Jesus Sérgio

A movimentação política para o pleito na cidade mais politizada do Acre, leia-se Tarauacá,  segue em ritmo acelerado . As lideranças  partidárias que desejam suceder Marilene Vitorino já estão olhando além do seu próprio nome, um desses exemplos é Néia Lima , do PDT, esposa do deputado federal Jesus Sergio, que já articula um nome para ser seu vice. E o mais cortado até o momento é o cacique Antônio Kaxinawá, do Caucho. 

O Antônio é irmão do vereador cacique  Nasso Kaxinawá, da mesma aldeia. O seu irmão foi o primeiro vereador indígena eleito da história do município. 

Além de ter Antônio na vice, o PDT pretende lançar indígenas para disputar uma vaga no legislativo .

Na aldeia do Caucho, no rio Muru, são quase 400 votos. E o candidato apoiado pelos irmãos caciques saem da aldeia com quase  99% dos votos. Por isso, a importância de trazê-lo Antônio para compor o grupo político.

Por Leandro Matthaus

Leandro Matthaus
Leandro Matthaus é graduado em Letras Português pela UFAC, radialista e narrador esportivo. Atuou nos sites Acrenoticias.com, Blog do Kaká, Tarauacá Agora, foi assessor de comunicação da Prefeitura de Tarauacá. No rádio, tem passagens pelas Rádio Nova Era FM 87,9 e Jordão FM 88.5 Cultural. Tem um programa na Rádio Juruá FM 100,9 (Programa Mistura Fina). Além de ser Vascaíno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular