Na ALEAC, João Cordeiro cobra apoio do Estado para a saúde dos povos indígenas; vereador também denunciou “assalto” do Depasa aos munícipes de Jordão

O vereador de Jordão (MDB),  João Cordeiro, conhecido como João Manguaba, participou de um  encontro com a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Acre, nesta quarta-feira(27), que recebeu a Frente  Parlamentar dos municípios de Jordão, de Tarauacá e Feijó para discutir os problemas de saúde que afligem a região. 

No encontro, o vereador denunciou o abandono dos povos indígenas por parte do governo federal, via DSEI. Segundo Cordeiro, a situação de precariedade da saúde da população indígena de Jordão, que representa 40% da população local e está dividida em 37 aldeias, não está pior graças a bondade do gestor do município, Élson Fárias ( PCdoB). Que está fornecendo transporte, pessoas e insumos para a equipe de saúde do DSEI ( governo federal) realizar as ações na área indígena. “. A família Sales [ Vagner, Jéssica e Antônia] se apossaram do DSEI no Juruá e a população indígena está morrendo a míngua. Em Jordão, a situação não está pior graças bondade do prefeito da cidade”, denunciou o vereador. 

Outra denúncia do parlamentar jordanense, é o alto  valor da conta de água cobrada em Jordão. João relatou aos parlamentares, que o Depasa só começou e entregar águas aos clientes a partir de 2016, mas está cobrando fatura desde 2011, sendo que o valor chega a 13 reais. Manguaba classificou a situação como um assalto ao consumidor. ” Venho a esta Casa pedir o apoio dos deputados para resolver este problema, já mandei um abaixo-assinado com mais 500 assinatura ao parlamento e espero que nós apóiem. A Senadora Mailza disse aos moradores de Jordão que o Estado não  pode abrir mão de receita. Mas não podemos confundir receita com assalto. Receita e assalto são duas coisas totalmente diferente. Queremos pagar o que devemos mas que seja justo”, disse o parlamentar. 

Por Leandro Matthaus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *