segunda-feira, agosto 3, 2020

Jenilson Leite propõe seminário para debater o projeto que prevê privatização da distribuição de água no país

O deputado estadual Jenilson Leite (PSB), vice-presidente da ALEAC, utilizou a tribuna do parlamento para tratar sobre a privatização do sistema de saneamento básico do país e do estado do Acre, especialmente no tocante a distribuição de água, na qual tramita no Congresso Nacional um projeto de lei substitutivo nº 3.261/2019 que altera a Lei nº 11.445/2007 que versa sobre o tema e está previsto para ser votado ainda este ano.

Além do discurso contra a privatização do sistema de distribuição de água, Jenilson Leite apresentou um requerimento solicitando a realização de um seminário, com previsão para o final de novembro, cujo objetivo é evitar que o projeto da privatização da água avance na Câmara Federal e no Senado.

Para o deputado, o PL abre espaço para que a distribuição de água deixe de ser um serviço administrado pelos governos e prefeituras, e passe para a iniciativa privada. “Eu não preciso me esforçar muito para explicar o que pode representar a água de nosso país e do nosso estado na mão de empresas particulares, que antes de mais nada, prevê a lucratividade. Pois a roda está girando muito rápido com este novo presidente da república, no sentido de entregar aquilo que é essencial ao povo, aquilo que representa vida para os mais pobres, e hoje, sentimos na pele o que cada acreano está fazendo para poder pagar a conta de luz”, alerta o parlamentar.

Segundo Leite, a privatização do saneamento básico no nosso país e no nosso estado representará uma conta a mais e muito cara no bolso daqueles que tem dificuldade de comprar os remédios, comprar o alimento e sustentar seus filhos. Nesse sentido, o vice-presidente do legislativo propôs que seja realizado um seminário na Assembleia Legislativa com a presença dos deputados federais, dos senadores e dos movimentos sociais para se posicionar contra esse absurdo. “O voto de confiança que foi dado lá atrás para que a Energisa, que apresentou “boas” propostas de energia mais barata e de qualidade, nos frustrou. Então, no meio dessa confusão toda a gente não pode dá mais um voto para aqueles que querem se apropriar da água e do sistema de saneamento básico”, ressalta.

Ainda segundo o parlamentar, embora o DEPASA esteja com dificuldade de levar à água até a casa de muitas famílias, como tem bairro que está há três semanas sem receber o abastecimento, ainda assim, temos o privilégio de passar às margens de um rio e sabermos que temos potencialidade de atender a demanda da população. “Agora vocês imaginem essa dificuldade associada a um preço exagerado para a nossa população? ”, indaga legislador.

Leandro Matthaus
Leandro Matthaus é graduado em Letras Português pela UFAC, radialista e narrador esportivo. Atuou nos sites Acrenoticias.com, Blog do Kaká, Tarauacá Agora, foi assessor de comunicação da Prefeitura de Tarauacá. No rádio, tem passagens pelas Rádio Nova Era FM 87,9 e Jordão FM 88.5 Cultural. Tem um programa na Rádio Juruá FM 100,9 (Programa Mistura Fina). Além de ser Vascaíno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Vereadores de Jordão apresentaram mais de 300 proposições legislativas em 2019

Os parlamentares de Jordão, no interior do Acre, concluem 2019 como um dos anos mais produtivos da história política da cidade. Os edis apresentaram...