Guajará: Ordean Silva participa do encontro de prefeitos em Manaus

Ordean Silva, depois de cumprir agenda em Brasília, na qual conseguiu 6 milhões de reais de emenda parlamentar do senador Eduardo Braga (MDB), o padrinho de Guajará, para a melhoria do sistema viário e alcançar os 100% de pavimentação na cidade, o prefeito participa do encontro de prefeitos em Manaus, bem como negocia com os órgãos de controle as dívidas de administrações anteriores para poder celebrar convênio com o governo federal.

O encontro dos prefeitos teve como objetivo discutir as emendas federais junto à Caixa Econômica Federal, uma vez que a estatal não tem mais a responsabilidade de fiscalizar as obras durante o período de execução, mas somente quando atingir 50 % dos trabalhos  e, posteriormente os 100% da construção. Ou seja, a responsabilidade será das próprias prefeituras, que deverão contratar engenheiros, além disso, os sistemas estarão integrados, isto é, Prefeituras, Caixa e Receita Federal. Outra mudança significativa é que os projetos serão via Prefeituras a partir de 2020. Segundo Ordean, algumas das mudanças trouxe melhoria, mas outras nem tanto, “porque agora a gente tem que ter um engenheiro dentro da obra, vendo passo a passo. Ou seja, gasto a mais para os municípios”.

Ainda no encontro foi discutido o repasse do governo do estadual para os municípios, sendo que na partilha dos recursos o estado fica com 62%, enquanto 38% são destinados aos municípios. Todavia, a população do interior do Amazonas representa 45% dos habitantes do estado e os outros 55% vivem na capital. Para Silva e os demais gestores, a partilha deve ser igual. Outra crítica dos governantes é que o estado passou a responsabilidade dos hospitais de média e alta complexidade, mas não está dado as condições necessárias. “ O estado tem repassado o mínimo de recursos, sendo que a responsabilidade é dele sobre estes hospitais”, diz o prefeito.

Também em Manaus, o prefeito está buscando regularizar a prefeitura para receber os convênios federais, haja vista que uma multa de 2004 no IBAMA está impedindo a celebração de convênio e pendências do poder legislativo. “Estamos trabalhando junto aos órgãos competentes do estado para negociar, parcelar e pagar, porque senão a população vai pagar um preço alto, pois governantes passados fizeram atrocidades com os moradores e estamos sofrendo dias após dias”, lamenta o governante. As multas do IBAMA somam mais de duzentos mil reais, dinheiro que poderia ser investido na saúde e educação.

Já na quinta-feira (24), Ordean terá uma reunião com o vice-governador. Além disso, na capital, o prefeito discute os convênios para melhoria dos ramais, para garantir o escoamento da produção agrícola. “Tentamos melhorar os ramais, mas não tivemos verão este ano. Arrumamos as máquinas para trabalhar, mas devido algumas pontes atrapalhou muito de fazermos os ramais, contudo, quando fizer verão vamos continuar os trabalhos para que no próximo ano possamos fazer um paliativo bem melhor do que estamos fazendo”, disse Ordean.

Segundo Ordean Silva, as dificuldades são grandes, o ICMS diminuiu, o próprio estado está fazendo empréstimo para pagar o décimo terceiro. “Não podemos desistir, por isso estamos pedindo recursos aos deputados, aos senadores e vamos aos ministérios em Brasília para garantir algo de melhor para nossos moradores. Pois não é fácil administrar uma cidade que depende quase que exclusive de repasses constitucionais”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *