Edvaldo Magalhães cobra do governo que os ramais do Juruá também sejam recuperados

Edvaldo Magalhães (PCdoB) usou seu tempo no plenário da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) para questionar o governo do Estado sobre a escolha dos ramais anunciados para serem beneficiados no Plano de Recuperação de Estradas Vicinais, divulgado pelo Estado na última sexta-feira, 18.

“O governo alegou que o critério utilizado foi o potencial de produção, mas não é verdade. A região do Juruá é a maior produtora de farinha do Brasil, e nem Cruzeiro do Sul, nem Mâncio Lima, nem Rodrigues Alves aparecem nessa lista do governo”, enfatizou.

Segundo Edvaldo, o governo também justificou que o prazo para realização dos trabalhos também foi um dos critérios determinantes. “Outra mentira, dizer que tinha prazo. Porque o mesmo prazo que seria gasto com um ramal em Porto Acre também poderia ser usado para Cruzeiro do Sul, por exemplo”, destacou.

Edvaldo também disse que esteve com o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, que demonstrou desespero com a situação dos ramais do município. “Sena é um município que produz muito e simplesmente não aparece nessa lista. É inadmissível que em nome da pressa uns municípios sejam beneficiados e a maioria fique descoberta”, disse.

Por Juruá em Tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *