PCdoB realiza a 15ª conferência municipal com o tema ” Todos por Tarauacá”

O PCdoB de Tarauacá realizou, no sábado (12),  sua 15ª conferência municipal com o tema: Todos por Tarauacá. O ato foi realizado no auditório do Sinteac. 

O evento  contou com a participação de mais 200 militantes. Também estiveram presentes os deputados estaduais Edvaldo Magalhães, Jenilson Leite, e a deputada federal Perpétua Almeida, além  de o presidente estadual do partido, vereador Eduardo Farias.

Lideranças locais do partidos de esquerda também prestigiaram o evento do PCdoB. Dentre eles,  o vereador e presidente da Câmara de vereadores, Raquel Sousa ( PT), Adson Leite ,presidente do PSB, e a David Dourado ,PTC. Os dirigentes  reafirmaram o compromisso com a unidade da oposição e em defesa de Tarauacá.

A deputada Perpétua Almeida Almeida fez uma avaliação dos primeiros meses do governo Bolsonaro  e a conjuntura nacional, ressaltando o caráter nocivo do governo Bolsonaro para com o país e o povo. Perpétua é única deputada federal do Acre que faz  oposição ao governo. 

Os deputados Jenilson Leite e Edvaldo Magalhães fizeram a avaliação   dos primeiros nove meses do governo de Gladsom Cameli, caracterizado por sucessivas atrapalhadas, divisão interna e falta de rumo, segundo eles. 

O vereador Lauro Benigno fez um contundente contra a gestão municipal comandada , que é comandada  Marilete Vitorino ( PSD) e Chico Batista (PSBD). O parlamentar também defendeu  a unidade da oposição e de um novo projeto para para Tarauacá, na qual tenha condições  de  enfrentar os sérios problemas que afligem a educação, a saúde,  ea infraestrutura , além da política  falta para a  juventude e da população mais pobre.

Já o presidente do PCdoB, Chagas Batista, reafirmou seu compromisso para que seja mantido a  unidade com o PT e PSB, dizendo ser  necessário   uma aliança mais ampla que incorpore todos os sentimentos que queiram resgatar a autoestima dos tarauacaenses. Batista frisou, que  embora governo de Marilete seja  rejeitado por mais de 80% da população, o governo Gladsom Cameli investe na cooptação de lideranças do grupo que lhe impôs a  derrota no município  na última eleição.

Batista defendeu também a necessidade de fortalecer o debate da política de unidade,  baseado numa agenda programática, com a realização de plenárias com caráter de seminários para debater a saúde, a edução, a produção rural, a juventude, infraestrutura, chamando políticos e técnicos comprometidos para fazer exposição e discutir linhas de um programa de governo, ou seja, ” uma agenda que mobilize e envolva setores produtivos do trabalho e empresariais para construir uma proposta que transmita esperança aos tarauacaenses”. 

Assessoria 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *