Jenilson Leite mais uma vez se junta ao povo em manifestação contra o preço da energia no Acre

 

O deputado estadual Jenilson Leite ( PSB), vice-presidente da ALEAC, junto com o colega de parlamento Edvaldo Magalhães ( PCdoB), além de dezenas de manifestantes se reuniram em frente ao prédio da empresa Energisa, em Rio Branco, para protestar contra os sucessivos aumentos na conta de luz dos acreanos. O ato na capital acreana ocorre simultaneamente com os realizados em Cuiabá ( MT) e Porto Velho ( RO), ambos contra a empresa Energisa. Também em Cruzeiro do Sul, segunda maior cidade do Acre, manifestantes liderados pela Câmara de Vereadores local fizeram um ato em frente à Casa do povo.

Deputado Jenilson Leite na manifestação /Foto: Jardy Lopes

Diferente da manifestação do final de setembro, em que os manifestantes adentraram o prédio da empresa, na manifestação de hoje, a pedido da distribuidora de energia à Justiça proibiu o acesso ao prédio. O público presente usaram um magafone para gritar palavras de ordem contra os aumentos sucessivos na tarifa de energia que já soma mais de 50%.

“A Energisa precisa respeitar o povo acreano. Não podemos chegar aqui e nos fazer de besta e nos fazer pagar a energia mais cara do Brasil. Nos respeitem”, disse Socorro Martins, uma das manifestantes presentes ao movimento.

Durante a semana centenas de consumidores foram ao prédio da OCA registrar reclamações contra o preço abusivo do talão de luz.

Além disso, no parlamento o deputado Jenilson Leite apresentou uma indicação, pela qual o Estado do Acre deve disponibilizar um perito isento para fazer uma investigação contrapondo as alegações da empresa nos medidores de energia dos acreanos.
Também tramita no parlamento um projeto de lei de autoria do deputado que proíbe a cobrança de energia por média de consumo e isenta o consumidor de pagar o consumo de energia ocasionado pelo furto de outrem.

O movimento foi organizado pelos movimentos populares de Rio Branco, com o apoio dos parlamentares. Ainda nesta semana, a empresa foi notificada pelo PROCON e Ministério Público a dar explicação sobre o aumento abusivo na tarifa de energia.

Para o deputado Jenilson Leite, autor do requerimento da CPI da energia, a participação popular é muito importante para pôr freio as práticas abusivas da Energisa. ” A manifestação da sociedade é importante, pois demonstra a nossa insatisfação com a empresa e com a ANEEL. A Energisa não terá sossego enquanto não nos entregar o que prometeu: energia barata e de qualidade”, afirma o parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *