Em Cruzeiro do Sul, Jenilson Leite participa do III Fórum de Médicos de Fronteira

 

O deputado estadual Jenilson Leite (PSB), vice-presidente da ALEAC e médico infectologista, participou na sexta-feira (30), em Cruzeiro do Sul, do III Fórum de Médicos de Fronteira realizado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), em parceria com o Conselho Regional de Medicina (CRM). No fórum, foi discutido qual a melhor forma de aproximar o órgão que regulamenta o exercício da medicina no país com a realidade dos trabalhadores da região de fronteira, principalmente àqueles que lidam diretamente com a população indígena. Que foi o centro do debate. Para isso, foram ouvidos depoimentos de indígenas e autoridades ligadas com a causa, dentre eles, o General de Divisão do Exército Carlos Alberto Mansur.

O evento durou praticamente o dia todo, tendo ocorrido debates em mesa redonda. Dentre os temas discutido entre as principais autoridades do CFM e CRM-Acre, destacam-se a logística militar de apoio à saúde indígena e regiões distantes, ações atuais da Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas. Além do debate em mesa redonda, foram realizadas três palestras com especialista. Ainda no evento, foi realizado o lançamento do livro “Medicina Nas Fronteiras – Saúde Indígena”.

Foto: CRMAC

O evento contou com a participação do 2º vice-presidente do CFM, Jecé Freitas Brandão, da Dra. Dilza Teresinha Ambrós Ribeiro, conselheira federal e coordenadora da Comissão de Integração de Médicos de Fronteira CFM. Que é acreana e responsável por trazer o evento para a cidade de Cruzeiro do Sul; também esteve presente no evento o bispo Dom Flávio Giovanelle.

Jenilson Leite e o bispo Dom Flávio Giovanelle

O deputado que fez parte do dispositivo de honra agradeceu o convite e falou da discussão, além de parabenizar a Dra. Dilza por escolher Cruzeiro do Sul para sediar o evento, haja vista que é uma região composta por dezenas de etnias indígenas, além da dificuldade que é levar saúde as populações rurais da região. “Este fórum é um momento oportuno de construímos algo no sentido de aproximar mais o CFM da realidade do exercício médico na região Amazônica. E desde já, parabenizo a nossa conterrânea que também nos representa no CFM que é a Dra. Dilza, pela iniciativa de trazer este debate para nossa região”.

A Dra. Dilza Teresinha, coordenadora da Comissão de Integração de Médicos de Fronteiras, destacou em sua fala a importância deste encontro, principalmente para os povos indígenas. “Estamos aqui discutindo em conjunto, conhecendo a realidade de como é trabalhar na região de fronteira, ouvindo indígenas, professores, para sabermos o que é melhor para esta população. Isto é, aproximar e dar apoio ainda mais ao trabalho destes profissionais, adaptando-o com a realidade local”. Também foi pactuado que o CFM vai estar mais próximo dos trabalhadores de saúde na fronteira.

Jeancarlo Fernandes Calvante, Conselheiro Federal de Medicina e ex-presidente da CONFEMEL, que foi um dos palestrantes do fórum, ressaltou que os ganhos com esta discussão são enormes principalmente aos indígenas, uma vez que o cerne do debate foi discutir a assistência médica a esta população, que muitas vezes são esquecidos do poder público. “Trouxemos para cá não apenas a discussão cientifica, mas também o debate político para estas pessoas que estão em território distante e de difícil acesso, para tentar melhorar a política de assistência a estas pessoas”.

Ainda em Cruzeiro do Sul, o deputado participou da inauguração do Centro de Educação Profissionalizante do SENAC, e da assinatura do termo de cooperação entre o SENAC e a Prefeitura de Cruzeiro do Sul, que possibilita o espaço da intuição por funcionários da Prefeitura. Além disso, Jenilson Leite visitou o parque de exposição da ExpoJuruá para apreciar o evento, e também conversar com o público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *