DNIT do Acre investiga empresas e ao mesmo tempo é investigado pela CGU

Por , AC24horas.com

Ao mesmo tempo em que realiza auditoria nas empresas e no Deracre pelas obras na BR- 364, a superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte – DNIT do Acre, também é auditado pela Controladoria Geral da União – CGU.

A auditoria do DNIT averígua serviços executados na BR-364 entre Sena Madureira e o Rio Liberdade, pelas empresas LCM e CCL nos anos de 2017 e 2018 e que já foram pagos.

A CGU Investiga a legalidade do serviço desde a contratação até a execução, apura se o processo licitatório ocorreu dentro da legalidade, se a empresa está cumprindo suas obrigações e se o DNIT exerce fiscalização adequada e eficaz.

A auditoria do DNIT é feita nos seis lotes, de Sena Madureira até o Rio Liberdade. Já da CGU é realizada apenas nos lotes 1 e 2, de Sena Madureira até o Igarapé Jurupari.

O método de investigação, além da averiguação na papelada, é a verificação técnica das camadas existentes na BR. Para isso são feitos 500 furos de 80 centímetros na rodovia para aferir, por meio de testes de laboratório, as condições das camadas que compõe o pavimento.

Obras começam a voltar ao ritmo normal

Desde que o DNIT começou a auditoria nos serviços da BR-364, suspendeu o pagamento das empresas (que são as mesmas auditadas). Como resposta as empresas retiraram grande parte dos equipamentos do trecho e dispensaram trabalhadores, reduzindo o ritmo do serviço.

Segundo o superintendente do DNIT, Carlos Moraes, que passou dois dias na BR, a empresa está contratando pessoas e o trabalho é executado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *