Jordão: a União do Vegetal é uma instituição parceira das autoridades e da sociedade

O Centro Espírita Beneficente União do Vegetal (UDV) na cidade de Jordão, interior do Acre, é mais do que uma religião, cuja missão é trabalhar a evolução do ser humano para pacificar o mundo. Na cidade de mais de cinco mil habitantes, a UDV é uma instituição parceira dos órgãos públicos, tanto no diz respeito a colaboração para disseminação dos princípios éticos e moral de uma sociedade, bem como parceira do trabalho social para a melhoria da renda das famílias, dessa forma, promovendo o bem-estar social.

Nos dias 01 e 02 de agosto, o espaço da UDV em Jordão foi palco do maior curso de empreendedorismo já realizado na cidade, afirmação do secretário de Produção e Sustentabilidade do município, Luís Meleiro, que é filiado ao CEBUDV. Trata-se do curso de culinária a base de banana, na qual capacitou 47 pessoas para trabalhar com os produtos oriundos da fruta que é bastante produzida no município.   O curso foi realizado pela Secretaria de Produção e Sustentabilidade, tendo como parceiro do projeto a UDV e o SEBRAE.

A edificação da UDV na cidade é datada do ano de 2006, contudo, a oficialização perante as leis do país ocorreu em 2008. De lá para cá, os frutos plantados são de grande valia. Por exemplo, antes do início da UDV, pessoas que consumia bebidas alcoólicas e faziam algazarras na cidade, dando trabalho as forças de segurança, ao conhecer a doutrina cristã reincarnacionista do Mestre Gabriel, passaram a ser vista de maneira positiva.

A obra de Mestre Gabriel ganhou notoriedade e respeito das autoridades e da sociedade como um todo em Jordão, quando em 2008 a cidade viveu um dos momentos mais tenebroso de sua história, uma alagação que cobriu mais de 60% de sua área. A dedicação da irmandade em resgatar as pessoas alagadas e seus pertences, foi um marco. Seu Hilário Melo, prefeito da época e um dos fundadores do município, comprometeu-se em auxiliar a UDV enquanto viver como forma de reconhecimento pelo trabalho da irmandade.

Mas o trabalho social da UDV não se resume a esta atividade do curso de culinária, anualmente, através do seu braço social, a Casa da União, desenvolvem várias atividades, por exemplo, atividades natalinas com doação de cestas básicas para famílias carentes. Nas datas alusivas ao dia das mãos e no dia das crianças também são devolvidas atividades voltadas para este público.

Desde 2008, pelo menos um sócio do Centro Espírita Beneficente União do Vegetal é eleito para o cargo de vereador no município. Fruto deste trabalho social e do reconhecimento dos vereadores com a UDV, foi criado o feriado municipal, conhecido como “ o Dia da Paz e da Conciliação”, no dia 22 de julho de 2015, uma homenagem ao CEBUDV que faz aniversário na data e também tem como símbolo da fraternidade humana: Luz, Paz e Amor.

Autoridades reunidas na UDV

No curso de culinária, esteve presente no evento as principais autoridades do município, dos quais a presidente da Câmara de Vereadores, Meire Sérgio, o vice-prefeito, Ademir Batista, e Luís Meleiro, secretário da pasta que idealizou as atividades.

Para Francinei Batista, mestre Batista, pioneiro da UDV na cidade, este trabalho de beneficência está em conformidade com os ensinos do Mestre Gabriel. Que ensinou os dirigentes e irmãos da União a cativar as autoridades e auxiliar as pessoas. “O trabalho de beneficência da União do Vegetal não é apenas com os irmãos sócios, mas com a sociedade, desde a chegada da UDV na cidade, temos buscado auxiliar as autoridades, ser parceiro das instituições. Pois dessa forma, estaremos contribuindo com bem-estar das pessoas. Também é uma forma que encontramos de mostrar as pessoas o trabalho da nossa religião”.

Por Leandro Matthaus

Fotos cedidas pela organização do evento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *