Escola indígena briga por título da fase regional dos Jogos Escolares

A bola começou a rolar para a disputa da fase regional dos Jogos Escolares na cidade de Cruzeiro do Sul, no interior do Acre, a 648 km de Rio Branco, capital acreana. São 33 equipes dos municípios de Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Walter e Cruzeiro do Sul estão na briga pelas vagas na fase estadual nas modalidades de futsal, handebol, basquete e vôlei. Os jogos da competição são realizados no ginásio Jáder Machado.

A jovem Enila Puyanawa, da Escola Indígena Ixunbây Rábui, ressalta que os atletas da instituição de ensino precisam superar outros adversários além dos que encontram dentro da quadra.

Enfrentando trancos e barrancos, com preconceito que nós somos índios, mas a gente quer dar o melhor da gente durante esses três jogos e quer levar essa conquista para Rio Branco.

Para o treinador, Ariton Puyanawa, a maior aliada do bom desempenho das atletas é a dedicação. Além de percorrer cerca de 20 km de estrada de terra, elas não possuem quadra para treinar.

– Lá nós temos uma grande dificuldade, que não tem quadra, treina no campo mesmo, na força de vontade. Pra estarmos aqui em Cruzeiro do Sul. Foram muito guerreiras cada uma porque ninguém acreditava – diz.

De acordo com o coordenador dos Jogos Escolares, Ulisses Torres, a definição sobre a realização da fase estadual vai ser fechada em reunião nos próximos dias.

Por G1 Acre. Colaboração Glédisson Albano, da Rede Amazônica Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *