sexta-feira, agosto 14, 2020

Jordão: Professora busca apoio para realizar o Projeto Gincana de Socialização

Um dos objetivos do Plano Político Pedagógico (PPP) escolar e dos PCNs   (Parâmetros Curriculares Nacional) é a aproximação da comunidade escolar com os seus familiares, na qual eles devem ser parte  integrante do projeto educacional desenvolvido pelos docentes e gestores.  Dessa forma, a professora de geografia Mariza Batista realiza desde 2017 no município de Jordão, cidade do interior do Acre, projetos que envolvem alunos e pais.

Indígenas cantando no MUDAM

Em 2017, Mariza criou o Projeto Natal Solidário, na qual a turma que arrecadou mais cestas básicas foi contemplada com quinhentos reais. Os alunos conseguiram arrecadar 85 cestas e foram distribuídas às famílias carentes. Numa cidade que a economia gira entorno do funcionalismo público e dos contemplados com os programas sociais do governo federal, a ação é louvável e digna de muitas palmas.

Mariza Batista e com alunos do projeto MUDAM

Já em 2018, quando docente da escola Bernardo Abdon da Silva, o único colégio da rede municipal na área urbana, a educadora desenvolveu o projeto MUDAM, uma competição de dança e música, sendo que o campeão levou para casa setecentos reais. Além de outros prêmios doados por pessoas que abraçaram a ideia e ação de Mariza.

Diretora Luzia e alunos .
Projeto MUDAM

Neste ano, a professora está desenvolvendo a Gincana da Socialização com alunos dos três turnos da escola estadual de ensino fundamental e médio Jairo de Figueiredo Melo. A gincana terá três etapas antes da decisão, sendo que a cada vitória obtida numa etapa, o ganhador vai somando pontos para a final. O vencedor da gincana ganhará quinhentos reais.

Para realizar o projeto a educadora precisa de apoio para pagar o prêmio e outros coisas que se fazem necessários para a execução das atividades. “Quantos mais apoio tivermos, mais bonito será o nosso projeto. Quem quiser apoiar nossa atividade serei grata”, conclama Mariza.

Segundo a professora, nesses projetos, não apenas os alunos são submetidos as provas do concurso, mas também os pais, para que se sintam inseridos e mais presente no dia a dia do filho na escola. “Nosso objetivo é trazer os pais para junto da escola. Que eles acompanhem a vida escolar do filho e se sinta parte do processo de formação educacional deles. Além disso, com essas atividades percebo o interesse dos alunos de vir mais para a escola”, pondera a professora.

Por Leandro Matthaus

Leandro Matthaus
Leandro Matthaus é graduado em Letras Português pela UFAC, radialista e narrador esportivo. Atuou nos sites Acrenoticias.com, Blog do Kaká, Tarauacá Agora, foi assessor de comunicação da Prefeitura de Tarauacá. No rádio, tem passagens pelas Rádio Nova Era FM 87,9 e Jordão FM 88.5 Cultural. Tem um programa na Rádio Juruá FM 100,9 (Programa Mistura Fina). Além de ser Vascaíno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Vereadores de Jordão apresentaram mais de 300 proposições legislativas em 2019

Os parlamentares de Jordão, no interior do Acre, concluem 2019 como um dos anos mais produtivos da história política da cidade. Os edis apresentaram...