Após Audiência proposta por Jesus Sérgio, INSS deve realizar plantões para dá agilidade em perícias médicas atrasadas em Tarauacá e Jordão

Em Audiência Pública, proposta pelo deputado federal Jesus Sérgio, realizada na noite desta quinta-feira (2 de maio), em parceria com a Câmara de Vereadores de Tarauacá, foi tratado acerca da demora na entrega do resultado das perícias do INSS, motivada pela ausência de médicos peritos para atender as demandas provenientes de avaliações e dos resultados de perícias, entre outros.

Participaram do evento, a prefeita de Tarauacá Marilete Vitorino, o vice Chico Batista, o prefeito de Jordão Élson Farias, os vereadores Janaina Furtado, Neirimar Lima, Carlos Tadeu Lopes, Valdozinho do Ó, Diógenes Fernandes, Deise Figueiredo Secretaria Municipal de Promoção Social e os representantes do INSS: Edilson Itani Gerente INSS – AC e Rondinele Chefe Agência Tarauacá – Acre.

Após serem ouvidas as reivindicações e reclamações da população e de autoridades dos municípios de Tarauacá e Jordão, os gestores do INSS assumiram o compromisso de pedir autorização junto ao órgão para realização de plantões, a fim de dá agilidade aos serviços de análises periciais em atraso.

A população taraucaense aproveitou a oportunidade para denunciar casos em que pessoas com perca de mobilidade total tiveram seus pedidos de aposentadorias negados, e outros casos, também, foram relatados aos gestores do INSS ocorridos devido ao fato do médico perito trabalhar contra os que necessitam de auxílios. As denuncias e reclamações foram ouvidas e serão encaminhadas para se buscar soluções entre os poderes competentes.


Jesus Sérgio destacou a importância do diálogo entre os envolvidos como meio mais rápido para solução dos problemas. O parlamentar lembrou que protocolou Ofício junto ao INSS, em Brasília, onde relatou as dificuldades enfrentadas pela população dos municípios de Tarauacá e Jordão.

Ele aproveitou e reivindicou a destinação de médicos peritos, permanentes, para por fim as demandas em atraso nesses municípios ou mediante a impossibilidade que o INSS enviasse a cada dois meses, por pelo menos três dias, médicos para realização de perícias. A solicitação do deputado foi concedida pelo Secretário de Previdência do Ministério da Economia, Leonardo Rolim, que determinou a realização dos atendimentos.

Por Ângela Rodrigues, assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *