Gladson mantém pagamento a ex-governadores descumprindo promessa de campanha

Marcos Venício, ac24horas.com

O governador Gladson Cameli (Progressistas) finalizou o primeiro mês de sua gestão a frente do Palácio Rio Branco pagando o salário de todos os servidores, mas também não esquecendo de honrar com os 17 beneficiários que recebem a pensão de ex-governador do Estado, apesar de afirmar que após assumir as rédeas do Estado, acabaria com a chamada “mamata”.

Neste mês de janeiro os pensionistas, dependentes e até mesmo o próprio governador Gladson Cameli tiveram um reajuste superior a 16% em seus vencimentos, com base no efeito cascata do salário de um Ministro do STF, cujo o vencimento é superior a R$ 39 mil. De acordo com lei, os pensionistas devem ganhar o mesmo salário do governador que exerce sua função e como o salário do chefe do executivo corresponde a 100% do salário de um desembargador do Tribunal de Justiça, os vencimentos saltaram de R$ 30.471 para R$ 35.461.

O impacto dessa medida nos cofres do Estado somente neste mês de janeiro foi de R$ 602 mil, que somados em 12 meses, mais o acréscimo do 13º, poderá ultrapassar os R$ 7,8 milhões somente em 2019.

Entre os atuais beneficiários que receberam o novo reajuste já neste mês. estão o ex-governador Jorge Viana, que nesta semana deixou o Senado Federal, após ser derrotado nas eleições de 2018. Outro também que consta no rol de beneficiados é o ex-governador Binho Marques, que nos governos da presidente Dilma Rousseff ocupou cargos de destaques no Ministério da Educação. Mas não é só de petistas que a lista é feita. Outro que também recebe um gordo benefício é o deputado federal Flaviano Melo (MDB), que mesmo exercendo cargo na Câmara, acumula os dois salários. O ex-governador Nabor Junior, aliado de longa data de Flaviano, também recebeu a pensão com a reajuste este mês.

CONFIRA A LISTA COMPLETA DOS BENEFICIÁRIOS DE JANEIRO

. ARNOBIO MARQUES DE ALMEIDA JUNIOR

. FLAVIANO FLAVIO BAPTISTA DE MELO

. HELENICE COLLYER NEVES

. IOLANDA FERREIRA LIMA

. JORGE NEY VIANA MACEDO NEVES

. LEILA RIBAS WANDERLEY DANTAS

. MARIA DE NAZARE DAMASCENO ESTEVES

. MARIA FATIMA BARBOSA DE ALMEIDA

. MARIA JOSE DE LIMA

. MARIA LUCIA MELLO DE ARAUJO

. MARY DALVA PROENCA CERQUEIRA

. MIRACELE DE FREITAS ARAUJO

. NABOR TELES DA ROCHA JUNIOR

. OVILIA DE ALENCAR LINO

. ROMILDO MAGALHAES DA SILVA

. TERESINHA KALUME

. BEATRIZ BARROSO PARDO DE CAMELI

GLADSON EM SAIA JUSTA

Logo nos primeiros dias após a sua vitória nas urnas, o governador Gladson Cameli (Progressistas) passou pela primeira saia justa após a eleição. Questionado sobre a pensão vitalícia de mais de R$ 30 mil na época que beneficia ex-governadores, ele informou que encaminharia projeto ao Legislativo para acabar com o benefício, mas a verdade é que uma PEC aprovada há dois anos na Casa, revogou integralmente o artigo 77 da Constituição Estadual e acabou com a gorda aposentadoria dos chefes de estados que vierem depois de Sebastião Viana. O curioso da episódio é que a PEC foi apresentada pelo deputado Gerlen Diniz, que é correligionário de Gladson Cameli.

Após assumir o cargo, o ac24horas voltou a questionar o governador sobre a situação, porém, a resposta foi bem mais amena do que meses anteriores. Segundo apurou o ac24horas, Cameli solicitou um estudo da situação jurídica dos pagamentos. A Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), por exemplo, já aprovou o fim dessa aposentadoria, contudo, à princípio, a emenda à constituição estadual só valeria a partir de Cameli. Um estudo estaria sendo feito pela Procuradoria-Geral do Estado para apurar se uma medida administrativa simples de Cameli poderia resolver a situação sem iniciar uma guerra nos tribunais com os beneficiários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *