Depois de Mariana, Vale destrói Brumadinho; dezenas desaparecidos e milhares desesperados com os efeitos de mais um crime ambiental da siderurgia

RESUMO

Uma barragem da mineradora Vale se rompeu ontem em Brumadinho (MG), e um mar de lama destruiu casas da região .

  • Rejeitos atingiram a área administrativa da companhia e parte da comunidade da Vila Ferteco.
  • Até o momento, há confirmação de 9 mortos; 7 corpos já foram retirados do local. A primeira pessoa morta identificada é Marcele Porto Cangussu.
  • Há ainda 299 desaparecidos, segundo os bombeiros. Os trabalhos de resgates devem durar semanas.
  • Governo federal montou gabinete de crise; Bolsonaro sobrevoou a área na manhã deste sábado.

    Rompimento 

    O rompimento da barragem foi no início da tarde de sexta. Até o início da madrugada deste sábado, havia 9 mortes confirmadas pelos bombeiros e 299 desaparecidos.

    De acordo com a PF, o procedimento tem o objetivo de investigar a autoria e a materialidade do crime e recolher documentos, fazer interrogatórios e eventuais buscas. A corporação informou que o inquérito tem 30 dias para ser concluído.

    A Polícia Civil de Minas Gerais também informou neste sábado que instaurou um inquérito. Segundo a corporação, o responsável pelo procedimento é o delegado Luiz Otávio, da Delegacia de Meio Ambiente.

    De acordo com a Polícia Civil, o delegado vai apurar tanto o dano ao meio ambiente como as vítimas da tragédia.

    Por G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *